Operação Soberania Nacional – Maquinário apreendido e áreas embargadas

Dentro das rotinas estabelecidas pela operação Soberania Nacional, cujo objetivo é combater o desmatamento ilegal na Amazônia, agentes ambientais federais do Ibama apreenderam dez tratores de esteira, quatro tratores de pneus e um caminhão na região de Feliz Natal, município do norte de Mato Grosso. Foram embargados mais de 6.465 hectares de área desmatada ilegalmente (área equivalente a 6.500 campos de futebol), e as multas chegam aos R$ 22 milhões.

Seguindo as metas de combate ao desmatamento, duas são as estratégias principais que o Ibama está adotando. A primeira é a ocupação de 100% de todos os polígonos (áreas indicativas de degradação ambiental) detectados pelo satélite, através da Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter). Com o uso de seus helicópteros, veículos adaptados ao solo amazônico, contando com um corpo de peritos em geoprocessamento, além dos satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, os agentes ambientais estão varrendo metro a metro todas as áreas com possibilidade de degradação na cobertura florestal. 

A segunda estratégia utilizada pelo órgão para combater o desmatamento ilegal na Amazônia é a descapitalização dos infratores. Todo maquinário utilizado como instrumento para o desmatamento ilegal será apreendido. Áreas abertas ilegalmente serão embargadas e o produto nelas plantado ou gado nelas criado será doado aos programas sociais do Governo Federal. Os números das ações na região de Feliz Natal retratam exatamente como o Ibama está agindo. Além disso, o comerciante que vender produtos de áreas embargadas será responsabilizado subsidiariamente nos processos administrativo e criminal.

 

Segundo o diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Luciano de Meneses Evaristo, a prioridade no combate ao desmatamento é a descapitalização do infrator. “Todo proprietário que desmatar ilegalmente na Amazônia brasileira terá seu maquinário apreendido, haverá o perdimento dos bens usados no crime ambiental, e os equipamentos serão doados a instituições públicas”, alerta.

 FONTE  :  Ascom Ibama –  Badaró Ferrari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*