Suiá Missú – Moradores ampliam bloqueios

Moradores da localidade de Posto da Mata, no interior da Terra Indígena Marãiwatsédé, em Alto Boa Vista (1.065 quilômetros de Cuiabá), decidiram levar para outras rodovias e estradas da região a estratégia de bloqueios empregada há quatro dias no entroncamento das rodovias MT-242 e BR-158.

A decisão foi tomada ontem, após uma nova rodada infrutífera de negociação com agentes da Polícia Rodoviária Federal.

Os manifestantes exigem a suspensão da decisão judicial que determinou a retirada de todos os não-índios da área homologada para a etnia Xavante.

“Decidimos expandir o movimento para todas as vias de acesso. Vamos estrangular a região”, afirmou o produtor rural Sebastião Prado, um dos porta-vozes do movimento.

Entre os alvos, segundo ele, está a antiga BR-080 (MT-322), que liga a região do Xingu à BR-163. Segundo Prado, os motoristas que estavam presos no bloqueio retornaram e seguiram viagem por rotas alternativas. “Todos esses desvios serão fechados a partir de amanhã [hoje]”, disse Prado.

O número de manifestantes, segundo os organizadores, é superior a três mil. Ao DIÁRIO, porém, a Polícia Civil local forneceu uma estimativa bem mais modesta: cerca de 400 pessoas.

Na tentativa de suspender o bloqueio, os negociadores da PRF colocaram os organizadores do movimento em contato direto com a Secretaria Nacional de Ação Social, mas a conversa não surtiu efeito.

“Simplesmente nos disseram que a desocupação vai ocorrer de qualquer maneira e que nós vamos ter de aceitar pacificamente. Ou seja, não nos ofereceram nada”, disse Prado.

Segundo a Justiça Federal, a desintrusão de Marãiwatsédé deverá começar em outubro.

FONTE  :  http://www.diariodecuiaba.com.br/detalhe.php?cod=416816

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*