Governador do AM considera recorrer à Justiça para resolver impasse sobre BR-319

MANAUS (AM) – Ao anunciar as medidas mais recentes para combate aos impactos da estiagem, nesta sexta-feira, 29, o governador do Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), destacou que o sonho da pavimentação da BR-319 só se tornará realidade se houver vontade política do governo federal. Ele não descarta a possibilidade de levar a discussão para a Justiça. A rodovia é a única ligação rodoviária do Estado com o restante do Brasil.

Trechos da BR-319 ficam praticamente intrafegáveis, principalmente, no período chuvoso (Cristie Sicsú/Reprodução) Republicação gratuita, desde que citada a fonte. AGÊNCIA CENARIUM – Copyright © AGÊNCIA CENARIUM

“Ou o presidente Lula diz que é prioridade, ou não vamos ter [BR-319]. Vamos ter que buscar outros meios, ou ir para a Justiça. Toda vez que o Amazonas enfrenta uma crise, aflora a questão da BR-319”, cobrou.

O governo estadual defende que a obra trará progresso ao Estado. A preocupação de grupos ambientalistas, no entanto, é com os impactos da construção no desmatamento e aumento dos danos à floresta e comunidades que a cercam.

As condições da BR-319 voltaram à tona no dia 11 de agosto, quando a rodovia ficou de fora do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Segundo a justificativa do governo federal, a obra precisa de um plano específico, com garantias de proteção ambiental.

Recentemente, o ministro dos Transportes, Renan Filho, afirmou que o governo considera a possibilidade de usar o Fundo Amazônia para dar viabilidade ambiental às obras. Segundo ele, será criado um grupo de trabalho que vai avaliar a sustentabilidade e o uso de tecnologias de baixo impacto na rodovia.

Medidas para estiagem

Wilson Lima decretou estado de emergência em todo o Amazonas e anunciou a criação de um comitê especial para gerenciar a crise causada pela estiagem. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira, 29, em coletiva de imprensa na sede do governo.

O governador afirmou também que além de pedir auxílio ao governo federal está buscando o apoio de outros Estados, como Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro. “Mais de 170 mil pessoas já estão sendo afetadas pelos efeitos da estiagem no Estado”, declarou.

Mato Grosso do Sul foi o primeiro Estado a responder positivamente ao apelo do Amazonas. Eles informaram que no próximo domingo, 1°, enviarão uma aeronave equipada com um “helibalde”, um dispositivo utilizado no combate a incêndios florestais.

Yana Lima – Da Revista Cenarium Amazônia
Editado por Marcela Leiros
Revisado por Adriana Gonzaga
PUBLICADO POR: Agência Cenarium Amazônia (aamazonia.com.br) 

Republicação gratuita, desde que citada a fonte. AGÊNCIA CENARIUM – Copyright © AGÊNCIA CENARIUM

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: