Ministério da Saúde atua para aumentar a vacinação nas fronteiras

O Ministério da Saúde atua para melhorar a vacinação nos municípios da fronteira. A mobilização vai até dezembro, segundo o cronograma divulgado. Um dos objetivos é fortalecer as políticas de vacinação e atualizar as cadernetas de vacinação da população que vive nas regiões de fronteira das 33 cidades gêmeas brasileiras, proporcionando a elevação das coberturas vacinais.

– Foto: Walterson Rosa/MS

Os países e os municípios que fazem fronteira com o Brasil foram convidados a aderir ao Plano de Ação.

Dez estados brasileiros estão envolvidos nesta ação: Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Rio Grande do Sul, contemplando as 33 cidades que fazem fronteira com a Argentina, Bolívia, Guiana, Guiana Francesa, Paraguai, Peru e Uruguai.

O Brasil possui 588 municípios localizados na faixa de fronteiras, correspondendo a 16,7% do território brasileiro, destes, 33 municípios estão classificados como cidades gêmeas por estarem demarcados pela linha de fronteira seca ou fluvial.

A meta do Ministério da Saúde é atualizar a situação vacinal da população, de todas as faixas etárias, residente nos municípios brasileiros ou estrangeiros que estiverem no Brasil, considerando todas as vacinas orientadas no Calendário Nacional de Vacinação e vacina Covid-19.

A população alvo dessas cidades correspondem a cerca de 1,34 milhão de pessoas residentes nos 10 estados: Acre (4 municípios), Amapá (1 município), Amazonas (1 município), Mato Grosso (1 município), Mato Grosso do Sul (7 municípios), Paraná (4 municípios), Rio Grande do Sul (11 municípios), Rondônia (1 município), Roraima (2 municípios) e Santa Catarina (1 município).

Serão utilizados como indicadores de monitoramento e avaliação da estratégia as coberturas vacinais dos seguintes imunizantes:

  • Vacinas Poliomielite;
  • Tríplice Viral;
  • Covid-19;
  • Febre Amarela;
  • Pentavalente;
  • Pneumocócica-10.

A estratégia de intensificação vacinal nas áreas de fronteira segue até o dia 16 de dezembro de 2022, conforme o cronograma. O objetivo é melhorar os índices de cobertura vacinal nessas localidades e, com isso, evitar novos casos e a reintrodução de doenças imunopreveníveis em território nacional.

Cronograma de execução da “Estratégia Vacinação nas Fronteiras” em 2022:

Ministério da Saúde – Ministério da Saúde atua para aumentar a vacinação nas fronteiras — Português (Brasil) (www.gov.br) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: