Crimes Ambientais: confira a atuação da PRF em todo o país

Com operações durante todo o ano, a instituição busca conter danos já provocados e proteger as futuras gerações

Foto postada em: Polícia Rodoviária Federal PRF

Quem acredita que as ações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) se limitam a combater o narcotráfico e atuar como agentes de trânsito nas rodovias e estradas federais está muito enganado. Uma das atividades também executadas pela instituição é o enfrentamento aos crimes ambientais.

No Brasil, além dos eventos catastróficos – como secas prolongadas, inundações, pragas descontroladas ou rompimento de barragens, ainda existe a ação humana, que age por meios ilegais e afeta áreas como a saúde e a economia, e traz diversos prejuízos à sociedade e ao Estado. Para conter danos já provocados e proteger as futuras gerações, a PRF promove operações para combater a expansão de atividades ambientais ilícitas e desarticular as organizações criminosas.

Foto postada em: Polícia Rodoviária Federal PRF

Resultados expressivos

Em todo o ano de 2021, aconteceram 17 operações regionais e duas em apoio à Polícia Federal, a fim de desarticular o garimpo ilegal. Ainda foram organizadas ações em Sararé/MT, com a Operação Alfeu V e em Munduruku/PA, onde ocorreu a Operação Caribe Amazônico. Já em   Rondônia e no Acre aconteceu a Operação Tentáculos II. As ações contra os crimes ambientais se expandiram por todo o país, uma delas foi a fiscalização de carvoarias e indústrias químicas   clandestinas, em São Paulo. Além disso, houve o combate de ilícitos em apoio às ações da FUNAI e a redução de extrações ilegais de madeira em terras indígenas.

Já em Mato Grosso, a PRF desocupou três garimpos ilegais. Com atividades como essas, ao   longo do ano, a PRF fiscalizou mais de 11 mil veículos em ações de enfrentamento aos crimes   ambientais – aumento de 15% em relação a 2020. O número de ocorrências relativas a esse crime   chegou a quase três mil. Com isso, 2.848 pessoas foram detidas. Quanto às apreensões, foram apreendidos, aproximadamente, 36 mil m³ de madeira, 237 mil kg de agrotóxicos, 66 kg de ouro e   1000 m³ de carvão.

Foto postada em: Polícia Rodoviária Federal PRF

Operação Tentáculos II

Em maio deste ano, também foi finalizada a Operação Tentáculos II. As ações tiveram como foco os crimes ambientais, crimes contra o fisco e a saúde pública. A integração com as diversas instituições participantes permitiu não só a troca de conhecimentos entre os profissionais, mas também a melhora nos resultados entregues à sociedade: 43 pessoas detidas; 500 kg de agrotóxicos; 118,9 m³ de madeira; 3.592 unidades de produtos contrabandeados ou objetos de descaminho. Armas, munições, medicamentos ilícitos e alimentos que eram transportados de forma ilegal também foram apreendidos.

Operação Rotas da Amazônia e Guardiões do Bioma

Iniciada este ano, o principal objetivo da Rotas da Amazônia é enfrentar os crimes fronteiriços da região norte, principalmente a criminalidade ambiental ligada ao desmatamento da Amazônia. Inserida nesta ação, está a Operação Guardiões do Bioma, uma atuação integrada com o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) e diversos órgãos que fazem parte da sua estrutura, como PF, FUNAI, ICMBio, INCRA, INPE, ASCOM, IBAMA, CENSIPAM.

A Operação Guardiões do Bioma teve início em 17 de março e terá a duração de um ano. As atividades contam com seis bases operacionais avançadas e acontecem em estados do Acre, Amazonas, Mato Grosso, Pará e Rondônia. Com uma proposta desafiadora, a integração tem o objetivo principal de zerar o desmatamento ilegal até 2028.

No apoio aéreo, a PRF disponibiliza para as duas operações uma aeronave que auxilia no suporte aerotático. O intuito da operação é combater ilícitos ambientais e socioambientais – principalmente nos acessos às áreas de desmatamento ilegal – e intensificar a fiscalização do transporte de madeiras extraídas ilegalmente.

PUBLICADO POR: POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL – PRF

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: