BR-319 pode impactar área da Amazônia maior que Estado de SP

Novo estudo aponta que pavimentação da estrada – que liga Porto Velho (RO) a Manaus (AM) – pode afetar uma região de 300 mil quilômetros quadrados

A pavimentação da rodovia BR-319, que liga Porto Velho (RO) a Manaus (AM) pode gerar impacto —incluindo risco de desmatamento— em mais de 300 mil quilômetros quadrados da Amazônia. Isso representa uma área maior que todo o estado de São Paulo.

A conclusão faz parte de um estudo desenvolvido pelo CPI (Climate Policy Initiative)/PUC-Rio, junto ao projeto Amazônia 2030, uma iniciativa de cientistas brasileiros em busca de planos de desenvolvimento sustentável para a região. Os resultados do estudo foram apresentados em um evento na Universidade Princeton (EUA) no fim da última semana.

Segundo os pesquisadores, a rodovia deve causar impacto em nove municípios do Amazonas, que, juntos, possuem população superior a 320 mil habitantes. Sob a área de influência da BR-319 estão também 49 terras indígenas, 49 unidades de conservação e 140 mil km² de florestas públicas não destinadas —terras públicas que não receberam destinação (como se tornar uma unidade de conservação, por exemplo) e que costumam ser focos de desmate e grilagem na Amazônia.

Veja o texto na íntegra: Folha de S. Paulo

PUBLICADO POR:   JORNAL DA CIÊNCIA SBPC

Amazônia: BR-319 pode impactar área maior que São Paulo – 12/05/2022 – Ambiente – Folha (uol.com.br) 

Acessibilidade na Amazônia Legal: Delimitação da Área de Influência e Riscos Ambientais – CPI (climatepolicyinitiative.org) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: