No dia Nacional dos Animais, conheça a fauna amazônica com o Museu Goeldi

O Museu Goeldi é referência na pesquisa, conservação, comunicação e educação sobre a biodiversidade amazônica. Aproveitando o Dia Nacional dos Animais, separamos uma série multimídia, uma cartilha interativa e um livro repletos de beleza e informações científicas sobre os animais da região.

Agência Museu Goeldi – No dia 14 de março é celebrado o Dia Nacional dos Animais. Uma data pensada para refletir sobre a importância e os cuidados com os animais domésticos, de carga e silvestres.

Sobre os animais silvestres, recentemente a Lista Nacional de Espécies Ameaçadas de Extinção aprovada pela Comissão Nacional da Biodiversidade (Conabio) listou 1399 espécies como ameaçadas no Brasil. Um salto em relação a última lista publicada em 2014 e que contava com 698 espécies. Na região amazônica, várias pressões ameaçam a conservação de espécies animais, incluindo a mudança de uso da terra, com perda de áreas florestais e avanço de atividades como o garimpo ilegal. No Museu Goeldi, essas são preocupações constantes para a pesquisa e comunicação sobre a fauna amazônica.

O MPEG conserva em seu Parque Zoobotânico espécies como o gavião-real (Harpia harpyja), a ararajuba (Guaruba guarouba), a ariranha (Pteronura brasiliensis) e a onça-pintada (Panthera onca), todas listadas como Vulneráveis na Lista Nacional de Espécies Ameaçadas.

Em suas coleções científicas, guarda também informações sobre a distribuição histórica de várias espécies, o que ajuda tanto na descoberta de novos animais quanto no registro daqueles que se encontram ameaçados, tendo atuado em iniciativas pioneiras de como o Censo da Biodiversidade da Amazônia Brasileira

Para te ajudar a conhecer um pouco da pesquisa, manejo e conservação desses animais no Museu Goeldi, separamos alguns materiais repletos de beleza e informações científicas sobre a fauna amazônica.

Série “Aves e Mamíferos” do projeto Viva Amazônia

O projeto Viva Amazônia, do Laboratório de Comunicação Multimídia e Escola da Biodiversidade Amazônica, projetos do Museu Goeldi, teve início em 2015 e apresentou ao público séries multimídia sobre a biodiversidade amazônica, com matérias jornalísticas, vídeos de bolso, ilustrações, brindes e uma série de conteúdos para redes sociais. Ao todo, são três séries: “Viva a Fauna Livre”, “Aves e Mamíferos” e “Anciãs do Museu Goeldi”, essa última tratando da coleção botânica viva do Parque Zoobotânico. Clique aqui para conferir os vídeos da série “Aves e Mamíferos”, que apresenta a araracanga (Ara macao), a ariranha (Pteronura brasiliensis) e a onça-pintada (Panthera onca).

Cartilha Visita Animal ao Parque Zoobotânico

Elaborada em 2016 pela educadora Hilma Guedes e pela bolsista Mariluza Barata, junto a 15 estudantes do ensino fundamental participantes do Clube do Pesquisador Mirim do Museu Goeldi, a cartilha se tornou um guia multimídia sobre 16 espécies animais do Parque Zoobotânico. Foi atualizada para conter informações detalhadas e conteúdo interativo como fotos, vídeos e interpretação em Libras, feita pela pedagoga Raquel Ferreira. Clique aqui para acessar a Cartilha.

Livro os Animais da Tanguro

A Fazenda Tanguro, na região de Querência, Mato Grosso, se localiza numa área muito especial: na transição entre os biomas da Amazônia e do Cerrado. O livro “Animais da Tanguro”, finalista do prêmio Jabuti 2011 na categoria Ciências Naturais, é resultado de coletas e inventários realizados na região. Apresenta oito grupos de animais – aranhas, insetos (percevejos, besouros e moscas), peixes, anfíbios anuros, répteis, aves, mamíferos não-voadores e morcegos – e traz um glossário com termos científicos, além de ilustrações e informações gerais sobre cada grupo de animais. A versão digital do livro pode ser acessada gratuitamente clicando aqui.

Texto: Uriel Pinho – PUBLICADO POR:  MUSEU GOELDI 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: