Fundo da Amazônia: STF retoma audiência pública nesta segunda-feira (26), a partir das 14h

Institutos de pesquisa e especialistas convidados participam do segundo dia da audiência, convocada pela ministra Rosa Weber.

Foto: STF

A audiência pública sobre o Fundo da Amazônia, convocada pela ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, será retomada nesta segunda-feira (26), com apresentações de institutos de pesquisa que atuam na região e especialistas convidados. O objetivo é apresentar dados sobre a situação fática do desmatamento da Amazônia Legal. A audiência pública, realizada por videoconferência (plataforma Zoom), tem transmissão ao vivo pela TV Justiça, pela Rádio Justiça e pelo canal do STF no YouTube.

Participam do segundo dia da audiência representantes do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), do Instituto de Pesquisas Ambiental da Amazônia (Ipam), do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Entre os expositores estão, ainda, o climatologista Carlos Nobre, o professor Ricardo Galvão, da Universidade de São Paulo (USP), ex-diretor do Inpe, e o professor Raoni Rajão, do Departamento de Engenharia de Produção da UFMG.

Na convocação da audiência, a ministra definiu que o papel dos especialistas é o de apresentar dados relativos às inferências de resultados alcançados nas quatro fases (2004-2008, 2009- 2011, 2012-2015, 2016-2020) do Plano para o Controle do Desmatamento Legal e Recuperação da Vegetação Nativa.

A audiência foi convocada no âmbito da Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) 59, ajuizada em conjunto pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), Partido dos Trabalhadores (PT) e pela Rede Sustentabilidade.

Confira a lista completa de palestrantes.

Leia mais:

23/10/2020 – Ministra destaca importância do debate sobre meio ambiente na audiência pública sobre Fundo Amazônia  

PUBLICADO EM:   STF   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.