Médica segue com quadro clínico estável após ser agredida em comunidade indígena Yanomami

Maria Vanessa, de 38 anos, foi golpeada com pedaços de madeira e teve ferimentos na cabeça e nos braços; causa da agressão ainda não foi esclarecida.

Médica chegou à Boa Vista nessa quinta-feira (17) – Foto: Reprodução/Facebook

A médica Maria Vanessa, de 38 anos, que trabalha no Distrito Sanitário Indígena Yanomami (DSEI-Y) está em estado crítico, porém estável, após ser agredida em na comunidade Xitei, em Alto Alegre, ao Norte de Roraima. A agressão ocorreu na noite dessa quarta-feira (15).

Vanessa chegou ontem em Boa Vista e foi internada no Hospital Geral de Roraima com ferimentos na cabeça e com fraturas nos dois braços. Funcionários que trabalham com ela no distrito relataram que ela foi agredida com terçado e pedaços de madeira.

A motivação para a agressão ainda não é clara. Há uma versão que aponta que a médica teria sido agredida por indígenas após a morte de uma criança na comunidade. No entanto, outros funcionários relataram que ela poderia ter sido agredida por outros funcionários do DSEI-Y. O caso está sendo apurado pelo DSEI-Y.

PUBLICADO EM:     RORAIMA 1  

VER MAIS EM:   FOLHABV –  FOLHA BOA VISTA  

NOTA DA HUTUKARA ASSOCIAÇÃO YANOMAMI -HAY

A imagem pode conter: texto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.