Operação Verde Brasil combateu 1,7 mil focos de incêndios

Dados de quase 40 dias da Operação Verde Brasil indicam a marca de 1,7 mil focos de incêndios combatidos, 73 pessoas detidas e 237 termos de infração lavrados, que resultaram na aplicação de R$ 55 milhões em multas.

Desde o início da ação, em 24 de agosto, os militares destruíram 18 acampamentos ilegais, apreenderam 143 veículos e mais de 24 mil litros de combustível. Além disso apreenderam ainda escavadeiras, motosserras e moto bombas. Também embargaram mais de 12 mil hectares e revistaram 933 veículos.

Operação é executada pelas Forças Armadas em parceria com órgãos de controle ambiental e de segurança pública
Operação é executada pelas Forças Armadas em parceria com órgãos de controle ambiental e de segurança pública

Mais de 9 mil homens e mulheres atuam no combate às queimadas no âmbito da Operação Verde Brasil. A ação é executada por militares das Forças Armadas coordenados com órgãos de controle ambiental e de segurança pública, para o combate às queimadas e repressão ao desmatamento da floresta e do garimpo ilegal.

No momento, estão sendo empregados cerca de 260 viaturas, 60 embarcações, e 19 aeronaves. Durante as operações as Forças Armadas trabalham em conjunto com agências federais, estaduais e municipais, como polícias militares, civis e Corpos de Bombeiros militares das Unidades da Federação envolvidas, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional de Segurança Pública, Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

Amazônia Oriental

Iniciada na terça (1º), ação realizada por militares do 24º Batalhão de Infantaria de Selva em parceria com agentes do IBAMA deteve duas pessoas e apreendeu 40 quilos de animais mortos e 28 sacos de carvão vegetal, na Terra Indígena Awá, no estado do Maranhão.

Ações Aéreas

Comando Conjunto Norte, na Amazônia oriental, empregou mais de 400 horas de voos no combate às queimadas
Comando Conjunto Norte, na Amazônia oriental, empregou mais de 400 horas de voos no combate às queimadas

Desde a instituição da Operação Verde Brasil, o Comando Conjunto Norte, responsável por coordenar as ações na região da Amazônia Oriental, empregou mais de 400 horas de voos no combate às queimadas, em reconhecimentos de áreas estratégicas e no mapeamento de focos de calor.

Quatro aeronaves chilenas voaram por 138 horas e realizaram 105 surtidas com 374 ataques aos focos de incêndio. Três delas permanecem em Palmas (TO) para auxiliar as tropas locais no combate às chamas naquela região.

Por Lane Barreto, com informações do Comando Conjunto Norte

Fotos: Divulgação/ Operação Verde Brasil

Assessoria de Comunicação Social (Ascom) 

Ministério da Defesa 

(61) 3312-4071 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: