Solidarity Letter for the defenders of the Amazon: from CANADÁ to the Mura territory in Brazil – Development and Peace

The Mura Indigenous people, who subsist as hunters, fishers and gatherers, have a proud history of resisting colonialism. They live in 38 villages around Manaus, the capital of Brazil’s Amazonas State.

FOTO: REPAM
A mine of misery
The Muras’ lands, livelihoods and lifestyle are threatened by a large potash mine that is being built by Potássio do Brasil, a resource company that has financing from a Toronto-based investment fund. The project will result in:
– Large-scale land appropriation and expulsion of Mura people
–  Widespread pollution and deforestation
–  Impoverishment of the Mura people
Contrary to its claims, the mining company has not meaningfully consulted the Mura, resorting instead to obfuscation, misrepresentations and bribery.
Those among the Mura people who refuse to be coopted and dare to resist are criminalized and persecuted.

 

Rapid scale-up, small victory

Exploratory drilling for the mine began in 2010 and permits were granted in 2015. By 2017, the company had invested $180 million of a planned outlay of $2 billion. Recently, the Mura won an interim injunction against the mine on the grounds of insufficient consultation. But this is unlikely to last because the mine is backed by powerful vested interests.

How the Pan-Amazonian Ecclesial Network is helping

Our partner, Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM, the Pan-Amazonian Ecclesial Network) is a church network supported by the Latin American Bishops’ Conference. In the nine countries of the Amazon, it promotes human rights, helps marginalized communities resist injustice and draws global attention to the deteriorating condition of the Amazon and its Indigenous peoples.

What you can do

By signing our Solidarity Letter you will provide moral support to the Mura people in their legal fight, aided by REPAM. It will also help us advocate for better corporate accountability in Canada and better protection for the rainforest and its people in Brazil.

      SIGN THE LETTER

Carta de solidariedade para os defensores da Amazônia: do CANADÁ ao território Mura no Brasil – Desenvolvimento e Paz

Os povos indígenas Mura, que subsistem como caçadores, pescadores e coletores, têm uma história orgulhosa de resistir ao colonialismo. Eles vivem em 38 aldeias ao redor de Manaus, capital do estado do Amazonas.
Uma mina de miséria
As terras, os meios de subsistência e o estilo de vida dos Muras estão ameaçados por uma grande mina de potássio que está sendo construída pela Potássio do Brasil, uma empresa de recursos que tem financiamento de um fundo de investimento com sede em Toronto. O projeto resultará em:
– Apropriação e expulsão de terras em larga escala do povo Mura
– Poluição e desmatamento generalizados
– Empobrecimento do povo Mura
Ao contrário do que afirma, a empresa de mineração não consultou significativamente o Mura, recorrendo, em vez disso, a ofuscação, deturpações e suborno.
Aqueles entre o povo Mura que se recusam a ser cooptados e se atrevem a resistir são criminalizados e perseguidos.

Rápida expansão, pequena vitória A
perfuração exploratória da mina começou em 2010 e as permissões foram concedidas em 2015. Em 2017, a empresa investiu US $ 180 milhões em um desembolso planejado de US $ 2 bilhões. Recentemente, o Mura ganhou uma medida cautelar contra a mina com base em consultas insuficientes. Mas é improvável que isso dure porque a mina é apoiada por poderosos interesses.

Como a
Rede Eclesial Pan-Amazônica está ajudando Nosso parceiro, Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM, Rede Eclesial Pan-Amazônica) é uma rede de igrejas apoiada pela Conferência Episcopal da América Latina. Nos nove países da Amazônia, promove os direitos humanos, ajuda as comunidades marginalizadas a resistir à injustiça e chama a atenção global para a deterioração das condições da Amazônia e de seus povos indígenas.

O que você pode fazer
Ao assinar nossa Carta de Solidariedade, você fornecerá apoio moral ao povo Mura em sua luta legal, auxiliada pelo REPAM. Também nos ajudará a defender uma melhor responsabilidade corporativa no Canadá e uma melhor proteção para a floresta tropical e seu povo no Brasil.

TRADUÇÃO POR GOOGLE.

PUBLICADO EM: https://redamazonica.org/en/2019/07/solidarity-letter-for-the-defenders-of-the-amazon-from-canada-to-the-mura-territory-in-brazil-development-and-peace/ 

FONTE: https://redamazonica.org/en/  

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: