Festividade do Glorioso São Sebastião encerra série audiovisual sobre Patrimônio Imaterial no Pará

Inscrita no Livro das Celebrações, em 2013, a festividade é tema do quarto episódio da série “Modos de Olhar: Patrimônio Imaterial Paraense”

Foto: Paulo Carvalho – POSTADA EM: IPHAN

Devoção, fé e esperança marcam o quarto e último episódio da série audiovisual “Modos de Olhar: Patrimônio Imaterial Paraense”. Dessa vez, o curta-metragem aborda as Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó (PA), Patrimônio Cultural do Brasil e inscrito no Livro das Celebrações, em 2013. A série, produzida pelo Grupo de Pesquisa em Antropologia Visual (Visagem), da Universidade Federal do Pará (UFPA), em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), retrata a imagem de São Sebastião associada com as características identitárias dos marajoaras.

A existência da devoção a São Sebastião nesta região remonta ao período de colonização e à ação missionária no século XVI. São Sebastião é tido como protetor, advogado e também associado às virtudes do guerreiro. A imagem de São Sebastião é recorrente nos altares das casas e também das igrejas, e está sempre presente quando da realização das festividades. Esses altares são ornamentados por fitas e flores nas cores do santo: verde, vermelho e branco.

Assista no Youtube: Modos de Olhar: Patrimônio Imaterial Paraense – Episódio 4 – Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó (PA)

Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó

Em 2013, o Departamento do Patrimônio Imaterial (DPI) do Iphan emitiu parecer favorável ao Registro das Festividades do Glorioso São Sebastião na Região do Marajó, no Livro das Celebrações. O pedido de reconhecimento como Patrimônio Cultural do Brasil foi feito pelo Museu do Marajó.

São várias as localidades do Marajó que homenageiam o Glorioso São Sebastião e cada uma delas apresenta suas especificidades. As celebrações acontecem entre os dias 10 e 20 de janeiro com procissões, ladainhas, festas dançantes nos barracões e arraiais. O frito do vaqueiro, comida típica local, o leite de onça e a luta marajoara são outros bens associados à realização das festividades, em toda a região do Marajó.

“Modos de Olhar: Patrimônio Imaterial Paraense”

Lançada no mês de outubro, a série audiovisual também inclui outras três produções, feitas em conjunto com detentores, que dirigiram os episódios. O primeiro curta trouxe o Carimbó como tema central. O segundo foi focado na Roda de Capoeira e Ofício dos Mestres de Capoeira. Já o terceiro, mostrou o Modo de Fazer Cuias do Baixo Amazonas e o quarto e último episódio trará o conteúdo sobre a Festividade do Glorioso São Sebastião.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação Iphan
comunicacao@iphan.gov.br
www.iphan.gov.br
www.instagram.com/iphangovbr/
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

PUBLICADO POR: IPHAN

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: