Viagem ao poço da devastação do Arco Mineiro de Orinoco

Desmatamento acelerado, rios poluídos, explosão populacional, invasão de territórios indígenas, colapso dos serviços, aumento da pobreza e consolidação do controle das minas por grupos armados compõem o carimbo do megaprojeto de mineração promovido desde 2016 pelo governo de Nicolás Maduro após a pandemia COVID-19. Apresentamos uma nova investigação sobre a exploração do ouro na Venezuela pela Runrunes e Correo del Caroní com o apoio da Transparencia Venezuela.

A pandemia de COVID-19 não impediu a destruição do Arco mineiro de Orinoco, mas a aprofundou. Florestas derrubadas, rios poluídos, invasões de territórios indígenas, instalação de plantas industriais e o aparecimento de casas e lojas precárias na beira da estrada compõem a nova paisagem que atravessa o Tronco 10, principal artéria rodoviária que liga os municípios mineiros do sul do estado de Bolívar.

Em um percurso de 850 quilômetros por quatro municípios mineiros do estado de Bolívar, a equipe de Runrunes Correo del Caroní verificou viver o impacto ambiental, social e cultural da atividade do ouro na região. O sinal mais visível do avanço do megaprojeto de mineração decretado por Nicolás Maduro em 2016 e que ocupa quase 12% do território nacional, é o aparecimento de empresas misteriosas, usinas artesanais e usinas de cianetação industrial para o processamento do ouro, cuja atuação produtiva é mantida sob sigilo oficial.

Das 41 empresas envolvidas na exploração de ouro no Arco Minero identificadas durante o passeio, a gestão dos dois maiores complexos industriais tem sido vinculada à família presidencial ou funcionários públicos; de 75% do processo de contratação pública é desconhecido, apenas seis estão registrados e autorizados a contratar com o Estado. Não há certeza de quantos permanecem operacionais e nenhum é publicamente responsável por seu desempenho produtivo.

ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM: | especial Viagem ao poço da devastação do Arco Mineiro de Orinoco – Correo del Caroní (correodelcaroni.com) – traduzido por: Google.

VER MAIS EM: Viaje a la fosa de la devastación del Arco Minero (shorthandstories.com) e Especial | Viaje a la fosa de la devastación del Arco Minero del Orinoco – Correo del Caroní (correodelcaroni.com)  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: