Alertas de desmatamento na Amazônia passam de 1 mil km² em abril e batem recorde para o período

Ambientalistas alertam que esta é a primeira vez nas medições oficiais em que os alertas passam de 1 mil km² em abril, último mês do “inverno” amazônico, quando ritmo das motosserras é historicamente inferior  

Os alertas de desmatamento na Amazônia passaram de 1 mil km² em abril e bateram recorde para o período, de acordo com os dados do sistema de alertas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Deter, divulgados nesta sexta-feira (6).

Alertas de desmatamento em abril, série histórica:

  • 2016: 440 km²
  • 2017: 127 km²
  • 2018: 490 km²
  • 2019: 247 km²
  • 2020: 407 km²
  • 2021: 580 km²
  • 2022: 1.012 km²

“Esta é a primeira vez na história do sistema Deter-B, do Inpe, que os alertas mensais de desmatamento ultrapassam 1 mil km² no mês de abril. Isso é grave porque abril ainda é um mês de chuvas na Amazônia — o último do chamado “inverno” amazônico, quando o ritmo das motosserras naturalmente arrefece. Antes do governo Bolsonaro, era raro um dado mensal de alertas ultrapassar 1.000 km2 até mesmo na estação seca”, alerta o Observatório do Clima, rede de organizações e entidades especializada no monitoramento de temas do meio ambiente no Brasil.

Veja o texto na íntegra: G1

Leia também:  Folha de S. Paulo – Amazônia tem recorde de desmate em abril, com mais 1.000 km2 derrubados    

PUBLICADO POR:    JORNAL DA CIÊNCIA SBPC   

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: