BioTec-Amazônia participa do lançamento de projeto da UFRA

O Sistema de Certificação AMZ será um instituto de certificação ambiental direcionado a certificação dos setores de produção da Amazônia: setor florestal, pecuária, agrícola e de produção animal.

O Diretor-Presidente da Organização Social BioTec-Amazônia, Professor José Seixas Lourenço durante abertura do evento.
(Imagem: Giz Filmes)

O método, a forma mais genuína da gente conseguir preservar a Amazônia e fomentar o desenvolvimento sustentável é valorizando o nosso processo de economia ambiental. A gente precisa saber produzir na Amazônia e fazer isso com as nossas especificidades. A Amazônia não pode ser vista apenas, como uma área conservacionista”, explicou a Coordenadora Adjunta do projeto Sistema de Certificação Amazon – AMZ, Thais Gleice Martins Braga, da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA.

O Selo AMZ é uma promoção do grupo interdisciplinar de pesquisadores da UFRA, com apoio da BioTec-Amazônia e outros parceiros. Durante o lançamento do Selo AMZ, que ocorreu no dia 29 de outubro de 2021, no Auditório Principal da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado do Pará – FAEPA, o sistema pode ser apresentado aos membros e representantes de diversas cadeias produtivas do Pará.

O Sistema de Certificação AMZ será um instituto de certificação ambiental direcionado a certificação dos setores de produção da Amazônia: setor florestal, pecuária, agrícola e de produção animal. “Essa certificação prevê o selo de sustentabilidade das empresas e produtores nos diversos ambientes, mas analisando as especificidades do setor produtivo e das condições ambientais que envolvem especialmente a Amazônia”, explicou Thais.

Participaram da mesa de abertura o presidente da Fapespa, Marcel Botelho; o Chefe-Geral da Embrapa Amazônia Oriental, Walkymário Lemos; o presidente da Faepa, Carlos Xavier; a Coordenadora Adjunta do projeto Sistema de Certificação Amazon – AMZ, Thais Gleice Martins Braga e o Diretor-Presidente da Organização Social BioTec-Amazônia, Professor José Seixas Lourenço.

Durante sua participação, o Professor José Seixas Lourenço lembrou que a UFRA foi a primeira instituição a assinar Acordo de Cooperação com a BioTec-Amazônia. “A UFRA foi à primeira ICT que tivemos a satisfação de celebrar um acordo. A Associação BioTec-Amazônia está comemorando, esse ano de 2021, 5 anos de existência. Foi em dezembro de 2017. E, há 4 anos que fomos qualificados como organização social pelo Governo do Estado do Pará, através de um chamamento público para fazer a gestão do chamado BIOPARÁ”.

Além disso, destacou que o Pará tem liderança em cadeias produtivas como o açaí, o cacau_ “que já ultrapassou até a Bahia” em termos de produção e o dendê com o óleo de palma. “Nós somos responsáveis por quase 90% da produção de óleo de palma”, reforçou. Para Lourenço, a mandioca e algumas cadeias produtivas disponíveis no Estado tem condições de acelerar a exportar nos próximos anos, com uma forte liderança. “É o caso da pesca e aquicultura e da pecuária sustentável”.

Para finalizar, o Diretor-Presidente da Organização Social BioTec-Amazônia explicou que a OS vem desenvolvendo, ao longo desses anos, uma estratégia para promover o uso sustentável através de conhecimento e do desenvolvimento tecnológico. “Ou seja, a partir do conhecimento tecnológico, gerar produtos e processos, atrair empresas e etc. É o trabalho que a gente vem fazendo com muita ênfase. Essa é a nossa missão fundamental. A BioTec-Amazônia trabalhar muito a marca Amazônia. Por isso, todo esse trabalho desenvolvido por essa equipe do AMZ converge muito com tudo que a gente vem fazendo na BioTec-Amazônia”, finalizou.

Parceria – A BioTec-Amazônia e a Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA firmaram acordo de parceria com um Protocolo de Intenções em 11 de abril de 2018, com duração de três anos e o Primeiro Termo Aditivo ao Protocolo de Intenções no dia 8 de abril de 2021, com duração de dois anos.

Ao assinar o Termo de Cooperação Técnica, as partes estabelecem parcerias para a viabilização de cooperação técnico-científica, visando o desenvolvimento de atividades de interesse comum das instituições e a execução de projetos, estudos e pesquisas, com foco nas áreas de biodiversidade, biotecnologia e bionegócios.

As atividades são desenvolvidas em concordância com eixos estratégicos que dizem respeito à gestão inovadora da BioTec-Amazônia, a partir da construção de alianças entre atores do ambiente de inovação do Estado. O eixo 2, Prospecção e atração de novos negócios com foco no BioPará, estabelece protocolos de intenção com investidores, visando atrair empresas dos setores produtivos prioritários apontados no Programa BioPará e demais investidores.

Silvia Leão

Comunicação BioTec-Amazônia. – PUBLICADO POR:   BioTec-Amazônia
E-mail: silviadesouzaleao@biotecamazonia.com.br. Telefone: (91) 99271-5573. Endereço: Espaço Empreendedor, localizado no Parque de Ciência e Tecnologia Guamá – PCT Guamá, 3ºandar, salas 401 a 404.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*