Novo Boletim de Ciências Naturais disponível para a leitura

Referente ao primeiro quadrimestre deste ano, o periódico traz ao todo 11 novos trabalhos nas áreas ecologia, entomologia, etnozoologia, botânica, geotecnologia, geologia e ornitologia

Agência Museu Goeldi – Encontra-se disponível no portal do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) o mais novo número do Boletim de Ciências Naturais, referente ao período de janeiro a abril deste ano.

O Boletim traz ao todo 11 trabalhos inéditos, produzidos por pesquisadores de diversas universidades e centros de pesquisa do Brasil nas áreas ecologia, entomologia, etnozoologia, botânica, geotecnologia, geologia e ornitologia.

Na apresentação do periódico, o editor científico Fernando da Silva Carvalho Filho, que é pesquisador do MPEG, apresenta um sumário dos 09 artigos e as 02 notas de pesquisa que compõem o novo boletim. Os artigos podem ser consultados individualmente ou vistos em pdf, na íntegra da publicação.

Artigo – Na área da ecologia trófica de animais, o artigo “Diet of three sympatric Physalaemus (Anura: Leptodactylidae) from the Brazilian semiarid region”, de Cicero Ricardo de Oliveira e outros autores, apresenta informações sobre a composição alimentar de três espécies simpátricas (que ocorrem na mesma região) de sapinhos do gênero Physalaemus (Physalaemus albifrons, Physalaemus cicada e Physalaemus cuvieri) em uma área de caatinga do estado do Ceará. Segundo o editor, “informações dessa natureza podem ajudar os pesquisadores a entender como espécies aparentadas, e que, supostamente, possuem as mesmas exigências ecológicas, conseguem coexistir”.

Em “Distribuição geográfica de uma população disjunta de Herpsilochmus sellowi Whitney & Pacheco, 2000 (Aves, Thamnophilidae) e implicações para a conservação das fisionomias de carrascos quartzarênicos do médio rio Tocantins, bioma Cerrado, Brasil central”, Tulio Dornas e outros autores trazem informações atualizadas sobre a distribuição do passarinho conhecido como chorozinho-da-caatinga para o estado do Tocantins. A espécie é endêmica do Brasil e está quase ameaçada de extinção, por isso os autores sugerem que os locais em que os espécimes foram encontrados sejam definidos como zona de preservação/conservação.

Na área da entomologia, Roberta de Melo Valente e José Raimundo Rocha Guimarães publicaram “Dryophthorinae (Coleoptera: Curculionidae) da Coleção do Museu Paraense Emílio Goeldi: inventário e espécimes-tipo”. O artigo traz dados atualizados e revisados sobre a coleção de besouros bicudos da subfamília Dryophthorinae (família Curculionidae) da coleção entomológica do Museu  Goeldi. Entre outras informações, o trabalho compreende os dados das etiquetas de todos os espécimes analisados, fotografias em alta resolução dos espécimes-tipo e mapa com os pontos de ocorrência e com a riqueza de espécies da referida coleção, representando um registro temporal e espacial de Dryophthorinae da Amazônia.

No artigo “Tempo de desenvolvimento, massa e comprimento corporal de imaturos de Paralucilia fulvinota (Bigot, 1877) (Diptera: Calliphoridae) criados sob condições naturais em uma floresta da Amazônia central”, Tohnson Sales e colaboradores apresentam informações detalhadas sobre o tempo de desenvolvimento de uma espécie de mosca varejeira, com base em material coletado em uma área de floresta amazônica em Manaus, no Amazonas. O texto também informações sobre o grau-dia acumulado e grau-hora acumulado, comprimento e massa corporal das larvas e a razão sexual das moscas adultas. “Esses dados são muito importantes em estudos forenses, principalmente na deteminação do intervalo pós-morte mínimo de cadáveres encontrados em áreas florestadas da Amazônia, onde essa espécie de mosca necrófaga é relativamente comum”, aponta o editor Fernando Carvalho Filho.

Ainda sobre os artrópodes, o artigo “Caracterização da pesca e importância dos crustáceos a partir da percepção de pescadores artesanais do sul do Espírito Santo, Brasil”, de Adriane Araújo Braga e colaboradores, apresenta os resultados de um estudo etnozoológico desenvolvido no litoral sul do estado do Espírito Santo sobre a percepção dos pescadores artesanais em relação à importância dos crustáceos (caranguejos, siris, camarões, entre outros). As informações obtidas nesse tipo de estudo são de grande utilidade para a preservação das espécies, especialmente daquelas exploradas comercialmente, pois facilitam a comunicação entre gestores e comunidades.

Na área da Botânica, o Boletim traz o artigo “Sinopse taxonômica das subfamílias Cercidoideae, Detarioideae e Dialioideae (Leguminosae) na Floresta Nacional de Caxiuanã, Pará, Brasil”, de Catarina Silva de Carvalho e colaboradores. Nele, as autoras apresentam um estudo taxonômico das espécies das subfamílias Cercidoideae, Detarioideae e Dialioideae (família Leguminosae) que foram registradas para a Floresta Nacional de Caxiuanã, localizada nos municípios de Portel e Melgaço, no Pará. Além disso, o leitor pode encontrar a chave de identificação para todas as espécies e outras ferramentas taxonômicas, tais como ilustrações e diagnoses.

Outro artigo na área da botânica, “Armazenamento de sementes de Simarouba amara Aubl”, de Jiovana Santos Pereira Amorim Santos e outros colaboradores, apresenta os dados sobre o potencial fisiológico durante o armazenamento das sementes de uma planta popularmente conhecida como marupá (Simarouba amara). Como a espécie possui valor comercial, devido ao aproveitamento da madeira, o conhecimento da forma adequada de armazenamento das sementes pode ser importante para a sua conservação e para as atividades de produção de mudas.

Na área da geotecnologia, o artigo “Efetividade de uma iniciativa de manejo para contenção da exploração florestal ilegal em um Projeto de Desenvolvimento Sustentável em Anapu, Pará”, de Igor da Silva Narvaes e colaboradores, apresenta os resultados de um estudo baseado no uso de uma ferramenta de sensoriamento remoto (detecção de exploração madeireira em tempo quase real – DETEX) para investigar a ocorrência de exploração florestal licenciada e ilegal em uma área localizada no Sudoeste Paraense .

No artigo “Caracterização de perfis geológicos desenvolvidos em geoambientes da Formação Cruzeiro do Sul, Amazônia sul-ocidental”, de Caline Pereira da Silva e colaboradores, são caracterizados os atributos morfológicos, físicos e químicos de solos originados da Formação Cruzeiro do Sul, no Vale do Juruá, no Acre. O conjunto de dados apresentados no texto incrementam as bases relacionadas ao uso e ao manejo dos solos amazônicos, assim como ao arcabouço de conhecimento geológico amazônico.

Notas de pesquisa – O Boletim de Ciências Naturais do primeiro quadrimestre de 2021 também compreende duas notas científicas na área da ornitologia.

Em “Primeiro registro documentado de Leucopternis melanops (Latham, 1790) (Aves: Accipitridae) no estado do Maranhão e atualização da distribuição geográfica da espécie no Brasil”, Leonardo Victor Soares Pinheiro e colaboradores apresentam o gavião-de-cara-preta, registrado pela primeira vez para a Amazônia maranhense, dentro dos limites da Reserva Biológica do Gurupi, destacando a importância do mosaico Gurupi na manutenção de espécies incomuns.

Na outra nota científica, intitulada “Notas sobre a nidificação da galinha-d’água, Gallinula galeata (Lichtenstein, 1818) (Gruiformes, Rallidae)”, de Maria Eliana Carvalho Navega-Gonçalves, foram apresentadas informações minuciosas sobre a nidificação da galinha-d’água, com base em observações realizadas em um parque urbano em Piracicaba, São Paulo. Essas informações são de grande importância para o manejo do parque, de forma a garantir a conservação dos locais de nidificação, bem como a manutenção dos recursos que são necessários para a permanência dessa e de outras espécies de aves nos parques urbanos.

Boletim – O Boletim do MPEG é um dos periódicos cientificos mais antigos do Brasil. Criado por Emílio Goeldi sob o nome original de Boletim do Museu Paraense de História Natural e Ethnographia, sua primeira edição data de 1894. Atualmente, é publicado três vezes ao ano, em duas versões, Ciências Naturais e Ciências Humanas.

Serviço – Acesse a coleção completa do Boletim de Ciências Naturais em http://editora.museu-goeldi.br/naturais-old/index.html.   

PUBLICADO EM:   MUSEU GOELDI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*