Militares transportam três usinas de oxigênio por rios do Amazonas para atender população do interior do estado

Brasília (DF), 21/02/2021– Os Navios-Patrulha Fluvial Pedro Teixeira, Raposo Tavares e Amapá, subordinados ao Comando da Flotilha do Amazonas, partiram de Manaus, na sexta-feira (19), transportando usinas de oxigênio para quatro municípios do interior do Amazonas. A ação ocorre em apoio ao Ministério da Saúde.

Os equipamentos permitirão a produção de oxigênio medicinal para ser utilizado no tratamento de pacientes com Covid-19 nos municípios de Tapauá, Urucará, Codajás e Santo Antônio do Içá, no interior do estado. As usinas foram doadas ao Ministério da Saúde por empresas privadas e transportadas de São Paulo para Manaus pela Força Aérea Brasileira.

Três das usinas foram embarcadas nos navios da Marinha, em Manaus, e uma foi levada direto para Tabatinga, de onde será transportada pela embarcação Raposo Tavares para Santo Antônio do Içá. O translado das usinas deve durar entre dois e oito dias.

Ao todo, 250 militares estão envolvidos na atividade. O Comandante da Flotilha do Amazonas, Capitão de Mar e Guerra Carlos Eduardo Lopes da Cruz, destacou que, além das tripulações dos navios, uma logística envolve mais militares empenhados em contribuir na luta contra o coronavírus. “Cuidar da nossa gente é uma ideia retratada no próprio lema da Marinha e essa tarefa fazemos com muito orgulho e satisfação”, disse.

Com informações do Comando do 9º Distrito Naval
Fotos: Divulgação

Saiba mais:

Forças Armadas avançam no combate à Covid-19 durante Carnaval
Respiradores fabricados pela Marinha e USP beneficiam pacientes de Manaus
Usinas geradoras de oxigênio abastecem sistema de saúde no Amazonas

Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.