Operação conjunta da PF, MPF e MPT fecha garimpo ilegal e resgata trabalhadores no sudeste do Pará

Donos de garimpo foram presos por crimes ambientais e por reduzir trabalhadores à condição análoga à escravidão

Em operação conjunta, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) fecharam seis frentes de garimpo ilegal no distrito de Casa de Tábua, no município de Santa Maria das Barreiras, no sudeste do Pará. Dois donos de garimpo foram presos por crimes ambientais e por reduzir trabalhadores à condição análoga à escravidão.

Foram apreendidos R$ 97 mil em dinheiro vivo, cerca de 2 kg de ouro, 11 retroescavadeiras, 1 caminhão caçamba, bombas de água e outras máquinas utilizadas na extração de ouro. Foram resgatados cerca de 40 trabalhadores que eram mantidos em regime de escravidão.

Foto: Ascom/PRPA

Os donos do garimpo podem ser denunciados por crimes ambientais e pelo crime de submeter os trabalhadores à condição análoga à escravidão, além de serem obrigados a quitar e indenizar os direitos trabalhistas que foram negados aos funcionários. Uma perícia vai avaliar a dimensão dos danos ambientais provocados pelos criminosos.

Ministério Público Federal no Pará
Assessoria de Comunicação
(91) 3299-0148 / 3299-0212
(91) 98403-9943 / 98402-2708
saj.mpf.mp.br
mpf.mp.br/pa
twitter.com/MPF_PA
facebook.com/MPFederal
instagram.com/mpf_oficial
youtube.com/canalmpf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.