Ribeirinhos da llha do Marajó são assistidos com recebimento de cestas básicas

Militares distribuíram cestas básicas à população ribeirinha, visando diminuir as dificuldades ocasionadas pela pandemia na região.

MD_NOTICIAS_NOT01_F01.jpeg

Brasília (DF), 15/06/2020 – O navio-auxiliar Pará da Marinha do Brasil atracou em Afuá, na Ilha do Marajó, após dois dias e meio navegando a partir do Porto de Belém, no Pará. Militares distribuíram cestas básicas à população ribeirinha, visando diminuir as dificuldades ocasionadas pela pandemia na região. A ação ocorre em apoio ao Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. A Pasta, comandada por Damares Alves, está à frente do Programa Abrace o Marajó, desencadeando a Operação Pão da Vida que, na sua primeira fase, entregará 8 mil cestas básicas em Afuá e Chaves, municípios localizados na maior ilha fluviomarítima do planeta.

As entregas prosseguem ao longo dos meses de junho, julho e agosto, beneficiando outras comunidades do arquipélago. Toda a logística de organização das cestas, transporte e entrega aos ribeirinhos conta com o apoio das Forças Armadas, por meio da Operação Covid-19.

Em Boa Vista, no Estado de Roraima, uma aeronave C-130 da Força Aérea Brasileira descarregou, nesta segunda-feira (15), mais de 6 toneladas de equipamentos de proteção individual que serão utilizados no combate à Covid-19.

Em continuidade às doações de sangue que ocorrem no contexto da Operação Covid-19, 28 Militares, do 2°Grupo de Artilharia de Campanha Leve – Regimento Deodoro, doaram sangue voluntariamente ao Hemonúcleo de Sorocaba, em São Paulo. A doação faz parte da Campanha Junho Vermelho e contribui na reposição do estoque de sangue do município, além de conscientizar a população sobre a importância de doar sangue.

Em Campinas, alunos da Escola Preparatória de Cadetes do Exército reforçaram a equipe de funcionários do Instituto de Solidariedade para Programas de Alimentação (ISA), na Central de Abastecimento (Ceasa) do município. Com o agravamento da pandemia, alguns funcionários situados na faixa do grupo de risco foram afastados, causando enorme dificuldade em manter o funcionamento da organização não governamental (ONG). A média de doações no primeiro quadrimestre foi de, aproximadamente, 265 toneladas de frutas e verduras recebidas, permitindo que cerca de 30 mil pessoas fossem beneficiadas diretamente pelo Instituto.

MD_NOTICIAS_NOT01_F02.jpeg

Higienização

Militares do Comando Conjunto Oeste descontaminaram a Central de Abastecimento de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A ação visa à prevenção da doença no local, que recebe em média 120 caminhões por dia, entre fornecedores vindos de outros estados e distribuidores. “Contamos com grandes parceiros, como é o caso do Exército Brasileiro, que, com essa ação, contribui para que o abastecimento do nosso Estado continue”, pontuou o diretor da Ceasa, Daniel Mamédio.

O Comando Conjunto Rio Grande do Norte e Paraíba desinfectou a Guarda Municipal e Secretaria de Meio Ambiente e Urbanismo de Natal, no Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, em Natal. Já o Comando Conjunto Leste desinfectou a Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. Participaram da ação os militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, especializados em Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica (NBQR).

MD_NOTICIAS_NOT01_F03.jpeg

Operação COVID-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à COVID-19. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando Aeroespacial (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia que recebeu o nome de Operação COVID-19.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas poderão ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determinará a melhor forma de atendimento.

Por Tenente Vanessa Rosana, com informações dos Comandos Conjuntos.
Fotos: divulgação Forças Armadas

Para acessar fotos da Operação COVID-19, visite o Flickr da Operação.

Saiba mais:

Mais de 10 mil militares por todo o Brasil doaram sangue no contexto da Operação Covid-19
Militares da saúde capacitam profissionais do Hospital Universitário de Macapá no Amapá
Ação interministerial de saúde na fronteira com Colômbia e Venezuela atende 375 indígenas em 5 dias

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.