MPF recomenda à Funai e ao ICMBio adoção de medidas urgentes de combate ao incêndio no interior do Parque Nacional do Araguaia

Região está inserida na terra indígena Inywebohona, em sobreposição com o Parque, com gestão conjunta da Fundação e do Instituto

Arte retangular com fundo que lembra uma folha de papel, sobre a qual uma mão segurando uma caneta está prestes a escrever. Em destaque: a palavra Recomendação e a logomarca do MPF.
Arte: Secom/PGR

 

O Ministério Público Federal (MPF) no Tocantins recomendou ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e à Fundação Nacional do Índio (Funai) que adotem medidas urgentes para obter a participação das brigadas do PrevFogo, do Exército, do Corpo de Bombeiros e de outras instituições afins nas ações de combate ao incêndio florestal que tem ocorrido na região conhecida como Mata do Mamão, no interior do Parque Nacional do Araguaia.

A região está inserida na terra indígena Inywebohona, em sobreposição com o Parque Nacional do Araguaia, estando sob a gestão conjunta da Funai e do ICMBio.

O MPF entende que o ICMBio está omisso no combate ao incêndio, relutando em solicitar os apoios necessários. A área vem queimando há mais de 30 dias, sem uma ação eficaz do órgão.

O Ministério Público Federal solicitou ainda que, no prazo máximo de 48 horas, seja comunicado à instituição o acolhimento da Recomendação.

Assessoria de Comunicação Social
Procuradoria da República no Tocantins
(63) 3219-7238/7315 | 99247-8714
prto-ascom@mpf.mp.br | Twitter: @mpf_to

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*