Governo vai adotar novo sistema para monitorar desmatamento na Amazônia

O governo vai mudar os sistemas de medição usados para avaliar o desmatamento no país. O objetivo é eliminar as inconsistências verificadas no sistema atual, que, algumas vezes, conta a mesma área de maneira duplicada.

Em reunião nesta quinta-feira (1º), no Palácio do Planalto, com a presença do chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, o presidente Jair Bolsonaro disse que os dados apresentados anteriormente, relativos ao desmatamento de junho, não era reais.

O novo sistema que será adotado, de acordo com o ministro do Meio Ambiente, vai ser usado, ainda, para melhorar a fiscalização na Amazônia e também para que a população que ali mora possa usar a floresta respeitando seus limites. Para Ricardo Salles, é preciso levar em conta também a questão socioeconômica da região.

Salles disse ainda que não é possível estimar no momento a área desmatada em função das inconsistências, tais como a superposição de dados.

A contratação do novo sistema de imagens de alta resolução será feita pelo Ibama.

Márcia Fernandes, da TV Brasil

FONTE: EBC – RADIOAGÊNCIA NACIONAL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.