Elevação dos níveis dos rios coloca cidades do Amazonas em estado de atenção

Doze cidades do Amazonas estão em estado de atenção devido à elevação dos níveis dos rios com aumento das chuvas na região.

Na calha do rio Purus estão em atenção os municípios de Canutama, Lábrea, Tapauá e Beruri. No alto Solimões, os municípios de Tabatinga, Benjamin Constant, São Paulo de Olivença e Atalaia do Norte. Já no médio Solimões, Coari, Fonte Boa, Tefé e Jutaí.

O tenente coronel Francisco Máximo, secretário-executivo da Defesa Civil no Amazonas, explica as ações durante o estado de atenção.

“É um monitoramento constante, diário; para observar a subida dos rios. E à medida que eles vão seguindo, há também uma mudança do status; mas tudo isso visa apenas estarmos alerta e divulgando essas informações para as coordenadorias e secretarias municipais de Defesa Civil para que elas – de posse do seu plano de contingência – possam aplicar, caso haja realmente a comprovação de um desastre, as ações previstas naquele plano”.

O estado de atenção é o primeiro estágio de desastre natural.

Defesas Civis Municipais devem adotar os procedimentos preparatórios para um possível evento extremo de inundação, identificando áreas que podem ser atingidas, com previsão de afetados, danos e prejuízos econômicos.

De acordo com a Defesa Civil do Amazonas, a preocupação no momento é que os níveis dos rios estão altos para o início do período chuvoso; e previsão é que ainda haverá mais três meses de chuva na região.

Maíra Heinen

FONTE: EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.