Queda de torres deixou linhão de Belo Monte indisponível, diz ONS

O Operador Nacional do Sistema (ONS) informou hoje (15) que a queda de três torres de linha de energia deixou indisponível o linhão de transmissão da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

Devido a queda, o linhão Xingu/Estreito, que leva energia do Norte para o Sudeste e Sul do país, está indisponível desde o fim da noite de domingo (13).

De acordo com o ONS, às 22:58 h, o bipolo de corrente contínua Xingu/Estreito, de 800 kV, da empresa Belo Monte Transmissora de Energia, ficou indisponível.

O incidente com as torres ocorreu na divisa dos municípios de Ipameri e Catalão, em Goiás. Segundo o Operador, as causas da queda ainda está sendo avaliada, mas foi relatado a ocorrência de vendaval no horário do incidente.

“Cabe destacar que não houve interrupção de carga devido a essa ocorrência no sistema, sendo atendidos os critérios de operação referentes à tensão e frequência”, disse o ONS por meio de nota.

De acordo com o operador, estão sendo tomadas as medidas operativas necessárias para garantir a continuidade do suprimento de energia no país, incluindo o acionamento adicional de usinas hidráulicas e térmicas.

Por: Luciano Nascimento
Fonte: Agência Brasil – EBC
Edição: Fábio Massalli

VER MAIS EM:   https://amazonia.org.br/2019/01/queda-de-torres-deixou-linhao-de-belo-monte-indisponivel-diz-ons/ 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.