Fevereiro registra a menor cobertura sobre o desmatamento desde 2015

9 de Março de 2016  - Jaime de Agostinho

O projeto Mídia e Amazônia acompanha mês a mês a cobertura da mídia impressa sobre o desmatamento na Amazônia desde janeiro de 2015. No ano passado, o mês que registrou o menor número de matérias publicadas nos 44 jornais e nas quatro revistas monitorados foi abril, com 37 matérias. Neste ano, janeiro já atingiu apenas 18 notícias e fevereiro obteve mais uma baixa, somente 13 matérias mencionam o desmatamento, sendo que apenas seis delas desenvolveram o tema.

Dois textos abordaram as causas para o desmatamento, identificando a exploração ilegal de madeira e assentamentos de reforma agrária. Já o debate em torno das soluções e dos impactos do desmatamento estiveram totalmente ausentes do noticiário.

Repercutindo dados divulgados pelo Imazon, metade das matérias abordou o monitoramento da Amazônia. Já políticas públicas e Código Florestal foram abordados em apenas uma notícia.

A discussão em torno das mudanças climáticas ganhou força com a COP 21, que ocorreu ao final do ano passado. Porém, temas como estratégias de REDD, pagamentos de serviços ambientais e ações de fomento a atividades produtivas sustentáveis ficaram ausentes em fevereiro.

Veja esses dados e muito mais na análise de mídia de fevereiro e acompanhe a cobertura jornalística do desmatamento na Amazônia mês a mês.

VER MAIS EM:

http://midiaeamazonia.andi.org.br/analise-de-midia/fevereiro-registra-menor-cobertura-sobre-o-desmatamento-desde-2015

 

 

 


Palavras-chave: , , , , ,


Deixe um comentário

*