Medicina na floresta é tema do SP Pesquisa

O programa SP Pesquisa, que será exibido pela TV Cultura no sábado (15/08) e pela Univesp TV no domingo (16/08), vai tratar do uso medicinal da biodiversidade brasileira.        

A floresta brasileira guarda potencial medicinal incalculável. que pode abrir caminho para o tratamento de inúmeras doenças. O desafio de transformar essa matéria-prima encontrada na natureza em fármacos é enfrentado pelo Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) da FAPESP.

Coordenado por Glaucius Oliva, ex-presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e instalado no Instituto de Física de São Carlos da Universidade de São Paulo (USP), o centro dá atenção especial à busca por tratamentos contra as chamadas doenças negligenciadas (assim chamadas porque normalmente atingem as populações mais pobres do planeta e, por isso, não atraem o interesse das companhias farmacêuticas), como leishmaniose, doença de Chagas e malária.

O SP Pesquisa é resultado de um termo de cooperação assinado entre a FAPESP e a Fundação Padre Anchieta, responsável pela TV Cultura. Na TV Cultura, o programa vai ao ar aos sábados, às 16h. A Univesp TV exibe reprise aos domingos (19h) e quintas-feiras (21h30).

Mais informações em univesptv.cmais.com.br.

Os programas SP Pesquisa já exibidos podem ser vistos no canal da Univesp TV no YouTube.

Agência FAPESP

http://agencia.fapesp.br/medicina_na_floresta_e_tema_do_sp_pesquisa/21696/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.