Conselho Nacional da Amazônia Legal celebra 2 anos de atividades após recriação

Os resultados dos trabalhos integrados se somam às iniciativas do Governo Federal para a proteção, a preservação e o desenvolvimento sustentável da Amazônia

– Foto: CNAL

O Conselho Nacional da Amazônia Legal (CNAL) completa, nesta sexta-feira (11/02), 2 anos de recriação. O CNAL foi reestabelecido, no âmbito da Vice-Presidência, pelo Presidente Jair Bolsonaro e tem como objetivo coordenar e integrar os esforços federais pela preservação, proteção, desenvolvimento da Amazônia brasileira e cooperação Amazônica.

Desde então, o Conselho vem trabalhando na busca de harmonização e priorização das diversas políticas e projetos relacionados àquela área. As atividades foram planejadas e conduzidas de forma integrada com os órgãos que compõem o Conselho – responsáveis pela execução das ações e programas na Amazônia Legal – e diálogo ativo com representantes da sociedade civil, área acadêmica, estados, municípios, setor privado e nações parceiras, com vistas à melhoria dos índices de sustentabilidade e desenvolvimento humano da região amazônica.

Confira alguns avanços obtidos ao longo dos 2 anos:

    • Estruturação do Portfólio de Governança da Amazônia Legal, compreendido pelo Plano Estratégico 2020/2030; Plano Nossa Amazônia; e Plano Amazônia 21/22, instrumentos norteadores para a região e os trabalhos do Conselho e respectivos ministérios;
    • Maior presença do Estado na região;
    • Fortalecimento da capacidade de fiscalização ambiental, com novas contratações de pessoal para atuar nas agências que executam o combate aos ilícitos ambientais e fundiários;
    • Realização das Operações de Garantia da Lei e da Ordem Verde Brasil I e II e Samaúma;
    • Criação do Grupo de Integração para Proteção da Amazônia (Gipam), um fórum multidisciplinar conduzido pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), que tem em seu bojo órgãos responsáveis por fiscalização e combate a ilícitos ambientais;
    • Assinatura de Memorando de Entendimento entre os diferentes ministérios que participam do Gipam, de modo que o relevante trabalho desse Grupo passe a ser permanente, independente do governo que estiver de turno;
    • Retomada da negociação do Fundo Amazônia e busca de outras fontes de financiamento nacional e internacional, pública e privada, que motivem investimentos na região;
    • Viagem de embaixadores estrangeiros e jornalistas à Amazônia Oriental e Ocidental, para apresentar in loco a realidade regional, com suas oportunidades, desafios e políticas públicas;
    • Criação, sob o arcabouço do CNAL, da Comissão Nacional da OTCA, organismo internacional que reúne os 8 países do bioma Amazônia, passando a ser a instância interlocutória entre o Governo brasileiro e a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica, com a missão de aplicar as disposições do Tratado em território nacional, observando a soberania brasileira.

No ano em que o Brasil celebra o seu Bicentenário da Independência, o Conselho Nacional da Amazônia Legal continua atuante, aperfeiçoando os esforços federais em benefício da Amazônia e das gerações presentes e futuras, sempre trazendo para as discussões todos os atores nacionais e demais países que têm responsabilidades ou interesses na região, garantindo a soberania brasileira na gestão dos seus biomas e território, bem como promovendo maior independência e liberdade à população local, por meio da ampliação da presença do Estado e promoção de alternativas de emprego e renda.

As prioridades do Conselho permanecem sendo a efetividade no combate aos ilícitos ambientais e fundiários, o incentivo à inovação tecnológica e à bioeconomia na região, o ordenamento territorial para resolver a questão fundiária, a busca por fontes de financiamento e a integração de sistemas de apoio à tomada de decisão.

Com informações do Conselho Nacional da Amazônia Legal

PUBLICADO POR:   GOVERNO DO BRASIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: