Amazônia tem maior desmatamento em dez anos, diz Imazon

Devastação em 2021 foi 29% maior que em 2020, segundo dados do instituto. Mais de dez mil quilômetros quadrados de mata nativa foram destruídos de janeiro a dezembro, equivalente à metade de Sergipe 

O desmatamento na Amazônia em 2021 foi o pior em dez anos, segundo divulgou nesta segunda-feira (17) o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon).

De acordo com dados do Sistema de Alerta de Desmatamento (SAD) do órgão, que monitora a região com imagens de satélites, 10.362 km² de mata nativa foram destruídos de janeiro a dezembro do ano passado, o que equivale à metade do estado de Sergipe.

A devastação em 2021 foi 29% maior que no ano anterior, quando 8.096 km² de floresta foram destruídos e o desmatamento na Amazônia já havia registrado a maior área desde 2012, aponta o instituto.

A organização não governamental destaca em seu site que “o recorde negativo anual é extremamente grave diante das consequências dessa destruição”, apesar de ter havido redução de 49% no desmatamento em dezembro de 2021 em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Em 2020, 276 km² haviam sido desmatados na região, área que foi reduzida para 140 km² em 2021.

Entre as consequências graves “estão a alteração do regime de chuvas, a perda da biodiversidade, a ameaça à sobrevivência de povos e comunidades tradicionais e a intensificação do aquecimento global”, aponta o Imazon.

Leia o texto na íntegra: DW-Brasil

A DW Brasil  não autoriza a reprodução do seu conteúdo na íntegra.

Leia também:

UOL – Imazon: Desmatamento na Amazônia cresce 29% em 2021 e é o maior em 10 anos

PUBLICADO POR:   JORNAL DA CIÊNCIA SBPC  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: