Desmatamento em áreas que deveriam ser protegidas aumentou 79% em três anos, diz levantamento

Segundo relatório do Instituto Socioambiental, há alta de 138% apenas em terras indígenas em comparação com período de 2016 a 2018

O desmatamento durante a gestão Bolsonaro (2019 a 2021) aumentou 79% em comparação com os três anos anteriores (2016 a 2018) nas áreas que deveriam ser protegidas na Amazônia (Unidades de Conservação e terras indígenas). A análise foi feita por especialistas do Instituto Socioambiental (ISA) e obtida com exclusividade pelo g1.

Os dados foram extraídos do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (Prodes), base do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) considerada a mais precisa para medir as taxas anuais. O governo já havia anunciado em novembro uma alta geral de 22% em todo bioma em comparação com o ano anterior.

Veja o texto na íntegra: G1 

PUBLICADO POR:   JORNAL DA CIÊNCIA SBPC 

Desmatamento em áreas protegidas aumentou 79% sob Bolsonaro – 22/12/2021 – UOL Notícias 

Governo Bolsonaro consolida projeto de destruição da Amazônia | ISA – Instituto Socioambiental

PORTAL NORTE DE NOTÍCIAS (portalnortedenoticias.com.br) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: