Um tour sobre os estudos de mamíferos no Boletim de Ciências Naturais

Com 23 trabalhos, o último número em 2020 do Boletim do Museu Goeldi foi dedicado à fauna de mamíferos. Contribuições vieram de diferentes partes do Brasil e do mundo

Foto: Museu Goeldi

Agência Museu Goeldi – “Um tour pela Mastozoologia na América do Sul” é o tema do mais novo Boletim de Ciências Naturais do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), que se encontra disponível para a consulta e download

O novo número do periódico reúne um conjunto de estudos sobre a fauna de mamíferos na América do Sul, com contribuições sobre etnoecologia e interação comportamental entre espécies; estudos de fragmentos fósseis e de egagrópilos; ecologia de comunidades em pequenos e em grandes e médios mamíferos; listas de espécies e novos registros de distribuição; revisão taxonômica e filogeografia; divulgação de acervos históricos e coleções científicas; assim como discussões sobre conservação e tomadas de decisão para a preservação das espécies.

Ao todo, são 23 artigos escritos por pesquisadores e pesquisadoras do Brasil, de quatro países da América do Sul, três da Europa e dos Estados Unidos. Os trabalhos incluem estudos realizados em diversas ecorregiões, dos Andes até a Amazônia oriental e a Caatinga, do sul da Mata Atlântica ao mar Atlântico no norte do continente.

Editado em caráter especial pela pesquisadora Alexandra Maria Ramos Bezerra, do Programa de Capacitação Instrucional (PCI) do MPEG, o novo número do boletim contou com a maior parte dos artigos escrita por pesquisadoras, sendo 13 delas como primeiras autoras.

O editor científico da publicação é o pesquisador Fernando da Silva Carvalho Filho, também do MPEG.

Sumário – Entre as seções do novo boletim, destaca-se a de Opinião/Ensaio, na qual foi publicada o trabalho intitulado Incêndios contra a sobrevivência de Xenarthra: tamanduás, tatus e preguiças, de Sofia M. Silva e outros colaboradores.

Entre os Artigos, constam: “Estado de conservação da ordem Rodentia do Brasil: padrões taxonômicos e biogeográficos”, de Thomas E. Lacher Jr. e outros autores; “Updated habitat suitability estimates and conservation implications for the short-tailed Chinchilla chinchilla (Lichtenstein, 1830) (Rodentia: Chinchillidae)”, de John Stuhler e outros autores; Distribuição dos peixes-boi sul-americanos, Trichechus manatus Linnaeus, 1758 e T. inunguis (Natterer, 1883) (Sirenia: Trichechidae)”, de Cibele R. Bonvicino e outros autores; “Etnoecologia comportamental da baleia-franca-austral Eubalaena australis (Desmoulins, 1822) por meio do conhecimento ecológico local de pescadores artesanais na Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, Sul do Brasil”, de Camilah A. Zappes e outros autores; “Saguis-de-tufos-brancos Callithrix jacchus (Linnaeus, 1758) (Primates: Cebidae: Callitrichinae) em um manguezal urbano: ecologia comportamental e influências do ambiente”, de Juliana R. de Albuquerque e Maria Adélia B. de Oliveira; “Biologia e parasitologia do morcego insetívoro aéreo Myotis nigricans (Schinz, 1821) (Chiroptera, Vespertilionidae) no município do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil”, de Raissa da S. D. Oliveira e outros autores; “Diversidade de pequenos mamíferos não voadores (Rodentia e Didelphimorphia) em uma área isolada da Serra da Mantiqueira, Minas Gerais, Brasil”, de Michel B. Faria e outros autores; “Variación temporal en asociaciones de microhábitats de pequeños mamíferos no voladores (Cricetidae y Didelphidae) en el Bosque Atlántico del Alto Paraná”, de Robert Owen; “Lista de espécies de mamíferos de médio e grande porte em quatro áreas no estado do Tocantins, Brasil central”, de Michelle P. Mercês e outros autores; “Compreendendo a ecologia de carnívoros de médio porte (Mammalia: Carnivora) de uma floresta tropical seca no Caribe colombiano, de Daisy A. Gómez-Ruiz e outros autores; “Diversidade genética e complemento cromossômico de Galictis cuja (Mustelidae), com comentários sobre seu papel como hospedeiro de parasitas”, de Julia Bontempo e outros autores; “Lista comentada de los pequeños roedores de Iquitos y sus alrededores (Loreto, Perú)”, de María M. Díaz; “Repensando a diversidade atual do complexo de espécies de Abrocoma cinerea Thomas, 1919 (Rodentia, Abrocomidae)”, de Pablo Teta; “Roedores muroideos (Mammalia, Cricetidae e Muridae) da Toca dos Ossos, Ourolândia, Caatinga do estado da Bahia, Brasil”, de Anny Caroliny F. Gomes e outros autores; “Leporidae Fischer, 1817 (Mammalia: Lagomorpha) de um depósito Quaternário do Brasil: comentários taxonômicos e tafonômicos”, de Artur Chahud;

Como Notas de Pesquisa, foram publicadas: “Breve relato sobre bioacumulação em pequenos mamíferos terrestres: uma sugestão para nova linha de pesquisa no Brasil”, de Felipe S. Machado e outros autores; “Novo registro de morcegos-de-ventosa Thyroptera tricolor Spix, 1823 e T. devivoi Gregorin, Gonçalves, Lim & Engstrom, 2006 (Chiroptera: Thyropteridae) para a Amazônia brasileira e Cerrado”, de Thiago B. F. Semedo e outros; “Nota sobre morcegos (Mammalia, Chiroptera) e moscas ectoparasitas (Insecta, Diptera) do Parque Nacional da Serra do Pardo, estado do Pará, Brasil”, de Jennifer B. Silva e outros autores; “Associação interespecífica entre quatis e capivaras em uma área urbana do Brasil”, de Andreza C. Rucco e outros autores.

Por último, a seção Memória traz três trabalhos: “Mamíferos neotropicais em coleções de história natural e pesquisa em Roma, Itália, de Spartaco Gippoliti e Riccardo Castiglia; “Catálogo de médios e grandes mamíferos do estado do Pará, Brasil, depositados no Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZUSP)”, de Fabio O. do Nascimento e Rafaela L. Vendramel; “Mamíferos coletados por Johann Jakob von Tschudi no Peru, durante 1838-1842, para o Museu de História Natural de Neuchâtel, Suíça”, de José E. Serrano-Villavicencio e outros autores.

Boletim – O Boletim do MPEG é um dos periódicos científicos mais antigos do Brasil. Criado por Emílio Goeldi sob o nome original de Boletim do Museu Paraense de História Natural e Ethnographia, sua primeira edição data de 1894. Atualmente, é publicado três vezes ao ano, em duas versões, Ciências Naturais e Ciências Humanas.

Serviço – Acesse a coleção completa do Boletim de Ciências Naturais em http://editora.museu-goeldi.br/naturais-old/index.html.

Texto: Brenda Taketa

PUBLICADO EM:    MUSEU GOELDI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*