Operação da PF em garimpo clandestino termina em confronto e morte em Aripuanã

A Polícia Federal confirmou uma morte na 2ª fase da Operação Trype, que combate a extração ilegal de minérios num garimpo clandestino instalado em Aripuanã (MT). Segundo a PF, a vítima é um homem que morreu em confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), no início da tarde desta segunda-feira (7). A assessoria da Polícia Militar ainda não se manifestou.

Desocupação de garimpo clandestino em Aripuanã – Foto: divulgação/PF

Alvejado por disparos de arma de fofo, ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Municipal Santo Antônio, mas não resistiu.

Desocupação de garimpo resulta em confronto em Aripuanã – Foto: divulgação/PF

 

Uma enfermeira da unidade relatou ao AGORA MATO GROSSO que quando ela assumiu o turno de serviço, o homem já estava morto. Ela não soube informar se ele chegou vivo ou se morreu a caminho do hospital.

Cerca de 160 policiais, além de servidores do Ibama e da Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Mato Grosso – Sema/MT atuam na operação. Ações estão previstas para acontecer ao longo da semana para impedir que os garimpeiros retornem para o local. Ainda não há informação sobre prisões ou materiais apreendidos, porque o local não tem comunicação via celular ou internet.

Esta é a 2ª fase da operação, sendo que a 1ª fase foi realizada há 11 dias nas cidades de Juína, Aripuanã, Alta Floresta e Paranaíta. Elas foram motivadas pela apreensão de uma aeronave, carregada com 6,51 kg de ouro, que aconteceu em junho deste ano.

FONTE: AGORA MATO GROSSO

VER MAIS EM: https://www.agoramt.com.br/2019/10/operacao-da-pf-em-garimpo-clandestino-termina-em-confronto-e-morte-em-aripuana/    

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.