Vale deve retomar operações da mineradora Onça Puma no Pará

Empresa divulgou nota, após Dias Tóffoli cassar liminar que suspendia o funcionamento da mineradora.

O Presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Tóffoli, cassou a liminar que suspendia o funcionamento das atividades da mineradora Onça Puma.

Com a decisão, a Vale informou, em nota, que as operações da empresa, com sede em Ourilândia do Norte, no Pará, podem ser retomadas.

O empreendimento é alvo de disputas judicais por causa de denúncias de impactos ambientais decorrentes do projeto de mineração no rio Catete, que cruza as terras do povo Xikrin. Cerca de 1500 indígenas vivem na região.

As minas de Onça Puma estavam paralisadas desde setembro de 2017 e a usina de processamento de níquel desde junho deste ano por decisões judiciais.

O governador Hélder Barbalho afirmou que a medida é motivo de comemoração.

O STF também determinou a liberação dos depósitos judiciais aos indígenas Xikrin do Cateté e Kayapo, que estavam bloqueados por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região em Mandado de Segurança impetrado pela Vale.

Clique e ouça esta e outras notícias da Amazônia:

FONTE: EBC – RÁDIO NACIONAL – Repórter Nacional – Amazônia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.