Programa Calha Norte contribui para o desenvolvimento sustentável da Região Amazônica

Mais de 500 pequenos produtores rurais de 52 municípios de Rondônia serão beneficiados com a aquisição de novos equipamentos para fomentar a agricultura familiar. As máquinas serão disponibilizadas pela Secretaria de Agricultura do estado por meio de um convênio com o Programa Calha Norte (PCN), do Ministério da Defesa.

Com foco na ocupação e no desenvolvimento ordenado e sustentável da região amazônica, há 33 anos o PCN contribui para a qualidade de vida dos habitantes e para a melhoria das instalações da região.

A mais recente ação, na quinta-feira (13), certificou a entrega dos equipamentos ao governo de Rondônia. A aquisição é resultante do Decreto nº 8.824, de 29 de julho de 2016, no valor de R$ 150 milhões, disponibilizados pelo Governo Federal e operacionalizado por meio do programa.

A terceira reunião de certificação da entrega dos equipamentos contou com a presença do governador do estado de Rondônia, Daniel Pereira, deputados, prefeitos, e autoridades civis e militares. O Programa Calha Norte foi representado pelo seu ordenador de despesas, coronel Reginaldo Trindade Lisboa. Na ocasião foi certificada a entrega de 1.162 de um total de 1.553 itens, entre tratores, carretas, grades, caminhões, pás-carregadeiras, retroescavadeiras, moto-niveladoras, escavadeiras hidráulicas e micro-ônibus.

Governador de Rondônia, Daniel Pereira

No evento, o governador Daniel Pereira relembrou que o Calha Norte “tem uma longa história de compromisso com a Amazônia e mais uma vez faz história ao contribuir para a aquisição de tantos equipamentos agrícolas, que beneficiarão, de forma direta, os colonos”. Ele enalteceu a integração histórica do estado com os militares, relembrando que o primeiro governador do estado foi militar e que o futuro governador é oriundo da carreira militar.

Coordenador de despesas do Programa Calha Norte, coronel Lisboa

Ao representar o Ministério da Defesa, o coronel Lisboa destacou que a aquisição dos equipamentos por meio do PAC é uma novidade para o PCN, que normalmente gere os recursos por meio de convênio com os entes da Federação. Ele esclareceu que o governo do estado é quem adquire o bem e seleciona o destino dos equipamentos. “Cabe ao Calha Norte a liberação dos recursos, a partir da certificação da entrega, e acompanhar a sua boa utilização”, explicou.

O gestor financeiro do Calha Norte, Tarcísio Pacífico, destacou que como o programa não possui recursos próprios, funciona à base de emendas parlamentares. O MD formaliza convênios com os governos estaduais e municipais e operacionaliza a aquisição de equipamentos e a construção de obras em prol da sociedade.

Ele acrescentou que o material adquirido e as construções feitas ocorrem de acordo com o estabelecido em portaria do PCN. Pacífico destacou que tudo é acompanhado em visitas e inspeções rotineiras. O gestor disse que o seu sentimento é de satisfação “ao ver que o que foi idealizado está se concretizando e com isso, contribuindo para a satisfação da comunidade local”.

A prefeita do município de São Francisco do Guaporé, Gislaine Lebrinha, assegurou que com “a doação dos equipamentos, o estado vai crescer muito mais”. Já para a secretária de Agricultura, Mary Therezinha Braganhol, que trabalha com o Calha Norte há mais 15 anos, “o programa tem grande importância, na medida em que dá suporte para a aquisição de máquinas e equipamentos agrícolas e contribuiu para o aumento da produtividade rural, principal atividade econômica do estado”.

O operador de máquinas pesadas Urias Duarte comemorou a chegada dos novos equipamentos

Urias Duarte, 50 anos, operador de máquinas pesadas, em São Miguel do Guaporé, município localizado a mais de 500 quilômetros da capital rondoniense, disse que era uma satisfação imensa estar em Porto Velho “para receber um equipamento que vai contribuir para o progresso da sua cidade”.

Criado em 1985 pelo Governo Federal, o Calha Norte representou a preocupação dos militares com a causa amazônica e a preservação das reservas naturais abundantes na região. Desde 1999, sob a coordenação do Ministério da Defesa, o programa atende 379 municípios de oito estados promovendo a ocupação e o desenvolvimento sustentável.

Por comandante Cleber Ribeiro

Fotos: Keven Cobalchini 

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)   –  NOTÍCIAS DEFESA
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.