UFRR – Livro recebe propostas de textos sobre mudanças climáticas

O professor Simão Farias, do curso de Comunicação Social – Jornalismo, da Universidade Federal de Roraima (UFRR), está recebendo textos de narrativa não ficcional sobre mudanças climáticas que serão reunidos para produção de um livro.

Professores e pesquisadores com doutorado devem enviar resumo em inglês até 31 de março, contendo apresentação da narrativa de não ficção em longo formato a ser analisada, da perspectiva teórico-crítica em ecocrítica e mudanças climáticas, e das conclusões esperadas com a análise.

Podem ser analisados livros-reportagem, ensaios em formato livro, biografias, autobiografias, memórias, livros digitais multimídias ou de mídias convergentes, documentários de TV e cinema sobre mudanças climáticas. Se os resumos forem aprovados, os autores podem enviar o artigo completo em inglês até 30 de setembro.

“Apesar da Convenção do Clima da Organização das Nações Unidas em 2015 (COP-21) ter demonstrado esforço por reduzir o aquecimento global, parte da cobertura das mídias acerca das mudanças climáticas ainda costuma ser localista e não sistêmica, não contextual e factual, aponta apenas causas naturais e meramente biorregionais. A não ficção de longa extensão é um dos formatos capazes de produzir uma crítica contextual e sistêmica. Geralmente, esta produção apresenta questões ambientais através de metáforas”, destaca o organizador do livro proposto, professor Simão Farias.

A proposta do livro é reunir artigos em ecocrítica das representações das mudanças climáticas em narrativas não ficcionais literárias, jornalísticas, pedagógicas, históricas, filosóficas, sociológicas, antropológicas, híbridas de duas ou mais dessas perspectivas. Mais informações pelo e-mail simon-jp@hotmail.com .

Biografia do professor

Simão Farias é professor de Comunicação Social da Universidade Federal de Roraima, líder do grupo de pesquisa Mídia, conhecimento e meio ambiente: olhares da Amazônia (CNPq/UFRR), diretor da Associação Brasileira de Literatura e Ecocrítica (ASLE BRASIL) e membro da Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental (RBJA).

 

FONTE: UFRR

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.