Índios voltam a fechar rodovia federal, cobram R$ 300 de ‘pedágio’ e exigem soltura de companheiros

Os índios da etnia Xavante voltaram a bloquear a BR-158 na manhã desta segunda-feira (22). Até agora, foram fechados dois pontos da rodovia federal. Os motoristas que tentam passar pelo local têm de pagar um pedágio de até R$ 300. Os indígenas exigem que três companheiros dele, que foram presos, sejam soltos. As barreiras foram montadas próximo ao município de Canarana (821 km de Cuiabá) e o Distrito da Matinha.   

De acordo com as informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), dois pontos da BR-158 foram bloqueados. O primeiro é no km 490, em Canarana. Já o segundo é o km 499, no Distrito da Matinha. Os bitrens só passam se o motorista pagar R$ 300 de ‘pedágio’. Para os outros veículos, o valor é de R$ 200.
 
Uma equipe da PRF se encaminhou ao local para dar início às negociações. Por enquanto, a rodovia federal segue sem previsão de ser aberta novamente. Durante o final de semana, os indígenas também fecharam a estrada e voltaram a protestar no início desta segunda-feira. Até agora, não há informações sobre confrontos ou brigas.
 
Os Xavantes pedem a liberação de três índios que foram presos pela Polícia Militar de Ribeirão Cascalheira. O trio foi flagrado com arma de fogo e um animal abatido fora da reserva indígena. O bloqueio teve início às 07h30 da manhã. Não há informações sobre o tamanho da fila de veículos na região.

Depois de 6 horas de pedágio, índios liberam rodovias; colegas foram soltos pela Justiça.

Após seis horas de bloqueio, índios da etnia Xavante liberaram o tráfego em dois pontos da BR-158, um no Km490, em Canarana (821 km de Cuiabá) e outro no km 499, no Distrito da Matinha. A passagem foi autorizada depois que um juiz da cidade de Água Boa (730 km da Capital), determinou a soltura de três indígenas presos por caçar ilegalmente com armas de fogo em uma propriedade particular, cumprindo assim a exigência do grupo.

Leia mais:
Índios voltam a fechar rodovia federal, cobram R$ 300 de ‘pedágio’ e exigem soltura de companheiros

Os manifestantes, que já havia interrompido o trânsito na manhã de domingo, 21, chegavam a cobrar R$ 300 dos motoristas que passavam por ali. Este valor foi estabelecido pelOs bitrens, enquanto que  Para os outros veículos, a quantia cobrada é de R$ 200. Pelo menos 50 pessoas estiveram envolvidas na mobilização.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), como o trânsito na região não é intenso, o engarrafamento, que começou às 7h30 e terminou às 13h30, não passou de um quilômetro. Agora o fluxo na região foi normalizado. Equipes da PRF estiveram no local durante os dois dias em que foi realizado o pedágio, para manter as negociações.

O trio de índios que motivou a ação foi detido pela Polícia Militar (PM) de Ribeirão Cascalheira (870 km de Cuiabá), depois de ser flagrado com uma arma de fogo e um animal abatido, em uma propriedade rural vizinha à reserva indígena. 

VER MAIS EM:

 http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=indios-voltam-a-fechar-rodovia-federal-cobram-r-300-de-pedagio-e-exigem-soltura-de-companheiros&edt=25&id=416082  

http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=depois-de-6-horas-de-pedagio-indios-liberam-rodovias-colegas-foram-soltos-pela-justica&edt=25&id=416104

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.