PA – Demarcação da Fronteira Norte é tema de exposição e livro no Centur

Exposição “Fronteira Norte – Demarcando e Aproximando a Amazônia” comemora os 80 anos da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites (Foto: Divulgação)
Exposição “Fronteira Norte – Demarcando e Aproximando a Amazônia” comemora os 80 anos
da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites (Foto: Divulgação)

Uma exposição que marca os 80 anos da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites será realizada no próximo sábado (16), na Biblioteca Pública Arthur Vianna, em Belém. “Fronteira do Norte- Demarcando e Aproximando a Amazônia” terá vernissage (uma exposição de quadros) às 19h, no Hall da biblioteca do estado.

Na ocasião, também será lançado o livro “Fronteira Norte – Demarcando e Aproximando a Amazônia”. Além de homenagear a data, a mostra apresenta um acervo fotográfico que relata as expedições realizadas na delimitação das fronteiras do Norte Brasileiro.

O público visitante também vai poder ter contato com objetos utilizados na época da primeira expedição de limites como a bússola seca prismática, o navisfério (instrumento náutico em forma de esfera que representa a abóbada celeste), o teodolito astronômico (utilizado na determinação das coordenadas do ponto), dentre outros.

A Comissão do Norte definiu Belém como sede por estar em posição estratégica e histórica da cidade na ocupação da Amazônia, situação que se mantém até hoje.

Para a estudante de artes, Mariah Flavino, é de grande importância que haja uma galeria criada para ser o lugar de encontro de críticos e curiosos. “A Arthur Vianna é a minha segunda cas. Como estudante, preso a troca de informações entre amigos, artistas, formadores de opiniões e amantes da arte, a exposição Fronteira do Norte é uma das mais valiosas obras de arte não só do Estado, mas, do Brasil, estou ansiosa para prestigiá-la”, revela.

Outra atração do sábado será o lançamento do livro homônimo à mostra. A publicação contém fotografias, mapas e textos das jornadas da primeira Comissão Brasileira Demarcadora de limites (PCDL) e apresenta traduções para o inglês, espanhol, francês e holandês. A obra será doada ao Sistema de Bibliotecas Públicas do Pará, chegando dessa forma a todas as bibliotecas públicas do Pará.

Segundo a Associação Fotoativa do Pará, a mobilização dos produtores nos estados foi iniciada em abril e, atualmente, praticamente todos os estados já confirmaram a presença com delegações e participantes independentes.

Os produtores paraenses foram convidados para ajudar na construção de um painel sobre a diversidade da produção local para apresentá-lo aos pares dos demais estados. O objetivo é oferecer uma visão panorâmica sobre o pensar e fazer fotografia nas regiões Norte e Nordeste.

A mostra e o livro têm supervisão do chefe da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites, Sr. Dauberson Monteiro, e da diplomata Carla Barroso, a coordenação da fotógrafa e produtora cultural paraense, Fatinha Silva, juntamente com o fotógrafo Patrick Pardini e os designers gráficos Ronald Ruffeil e Erico Morais.

O evento compõe também a programação paralela do Encontro Norte Nordeste de Produção de Fotografia (ENNEFOTO-2012), que reunirá, em Belém, produtores de fotografia das regiões Norte e Nordeste do país.

FONTE : G1 – http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2012/06/demarcacao-da-fronteira-norte-e-tema-de-exposicao-e-livro-no-centur.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*