Mais de 60% da área desmatada na Amazônia Legal virou pasto

Até o ano de 2008, a Amazônia teve mais de 719 mil quilômetros quadrados desmatados.

Dados do sistema TerraClass, que levanta dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), apontam que 62% de toda essa área é usada para pastagens. Toda essa extensão está espalhada entre os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

A criação de pastos ainda é o principal uso das áreas desmatadas na Amazônia, pelo menos até 2008 – data mais recente dos dados compilados. De acordo com o chefe do Inpe Amazônia e um dos coordenadores do TerraClass, Cláudio Almeida, não é possível mensurar como ficou ordenada a distribuição das atividades em áreas desflorestadas deste ano em diante.

De acordo com o pesquisador da Embrapa, Alexandre Camargo Coutinho, os números apresentados vão balizar o Governo Federal na definição de estratégias para investimentos em ações de preservação da floresta bem como na utilização das áreas com potencial de exploração.

Observando somente a presença de pasto limpo neste bioma no país, 335.714,94 km² foram mapeados. Aos números que segundo o governo indicam a presença da pecuária nas terras desflorestadas estão também os 62.823,75 km² de pasto sujo; 48.027,37 km² com regeneração de pasto e 594,19 km² com pasto em solo exposto.

VER MAIS EM: http://www.portalamazonia.com.br/editoria/meio-ambiente/mais-de-60-da-area-desmatada-na-amazonia-legal-virou-pasto/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.