Amazonas quer compensações para Linhão de Tucuruí

Um grupo de trabalho foi criado por prefeitos e secretários de meio ambiente de nove municípios do Amazonas para discutir compensações ambientais para a construção do chamado Linhão de Tucuruí.

O Linhão pretende integrar o Amazonas e o Amapá ao Sistema Interligado Nacional (SIN) e deve ter as obras concluídas até o segundo semestre do próximo ano. A secretária de Estado de Meio Ambiente do Amazonas, Nádia Ferreira, explicou que a preocupação é que a construção do empreendimento siga a política sustentável do governo amazonense.

A decisão de criar um grupo de trabalho saiu após discussões em torno do impacto ambiental e o retorno econômico aos municípios e comunidades por onde passará o Linhão.

“Os prefeitos e secretários de meio ambiente vão se unir, a partir deste mês, para encaminhar propostas de ações compensatórias ao Ibama”, completou a secretária.

As obras de engenharia foram iniciadas nas cidades de Rio Preto da Eva e Itacoatiara, restando Urucará, Silves, Itapiranga, São Sebastião do Uatumã, Nhamundá e Manaus. Parintins ainda deverá ser incluído no traçado, mas ainda depende de mais discussões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.