40ª Tertúlia Portugal – Brasil

Será realizada no próximo dia 21 de maio de 2022, sábado, a 40ª Tertúlia Portugal – Brasil, sob o tema: “Engenheiros militares e profissionais portugueses na arquitetura religiosa do Brasil setecentista”, tendo como convidada a “Profa. Dra. Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira”.

O grupo de trabalho transnacional, capitaneado pelo Prof. Dr. Cesar Bargo Perez e pelo Cel. Elcio Secomandi, por parte do Brasil, e pelo General Rui Moura, por parte de Portugal, CONVIDA para a 40ª Tertúlia Portugal – Brasil:

40ª TERTÚLIA PORTUGAL – BRASIL
SÁBADO, dia 21 de maio de 2022,
22h00 – 23h40 (horário de Lisboa) / 18h00 – 19h40 (horário de Brasília),

TEMA: “Engenheiros militares e profissionais portugueses  na arquitetura religiosa do Brasil setecentista”

Apresentação: “Profa. Dra. Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira”

Plataforma Zoom: https://us02web.zoom.us/j/6164543465

Canal das Tertúlias no  YouTube:   https://www.youtube.com/TertuliasPortugalBrasil
Canal de Podcasts:
https://anchor.fm/tertuliasportugalbrasil

Resumo da Comunicação: 

A afinidade formal e estilística das construções religiosas brasileiras com as congêneres edificadas em Portugal no mesmo período é uma realidade que surpreende até mesmo os estudiosos do ramo. Não tivemos como o México ou o Peru um “barroco mestiço” com incorporação de elementos autóctones, já que nesta parte do continente americano os portugueses não encontraram culturas indígenas com tradições sedimentadas de construções permanentes. A importação de materiais e mão de obra especializada impôs-se em consequência desde os primeiros tempos da colonização, assim como a de complementos arquitetônicos decorativos como portadas esculpidas e revestimentos de azulejos. Estas importações destinavam-se quase sempre à arquitetura religiosa, setor que concentrou a encomenda suntuária no Brasil colonial, tendo em vista as tradições de simplicidade da arquitetura civil portuguesa de um modo geral.
. Em Salvador o período áureo dessas importações, enviadas como lastro nos navios comerciais, foi a primeira metade do setecentos, quando a cidade ainda detinha o selo de capital. O exemplo mais característico é a excepcional igreja matriz de Nossa Senhora da Conceição da Praia, cujo projeto, de autoria do engenheiro militar Manoel Cardoso de Saldanha, foi detalhado em Lisboa, de onde veio também toda a pedra, já cortada e aparelhada, assim como o mestre-pedreiro Eugenio da Mota, encarregado de dirigir a construção em Salvador.
Nomes de engenheiros militares portugueses estão ligados a projetos de outras igrejas construídas no Brasil no período, sintomaticamente as de maior complexidade no tocante à articulação de espaços e volumes. Além da Conceição da Praia, a intervenção desses profissionais, figura na documentação da igreja de São Pedro dos Clérigos de Recife e na de outras três do Rio de Janeiro, as de Nossa Senhora Mãe dos Homens, Conceição e Boa Morte e Nossa Senhora da Glória do Outeiro.
Embora de forma menos marcante do que nas cidades litorâneas, a participação de engenheiros militares foi também identificada na arquitetura religiosa da antiga capital de Minas Gerais, Ouro Preto, em igrejas importantes como a matriz de Nossa Senhora do Pilar e possivelmente até mesmo a da Ordem Terceira de. São Francisco de Assis. Já as audaciosas plantas curvilíneas das igrejas de São Pedro dos Clérigos na cidade de Mariana e Nossa Senhora do Rosário em Ouro Preto, foram desenhadas por um jurista Antônio Pereira de Souza Calheiros, bacharel em sagrados cânones pela Universidade de Coimbra. O construtor de ambas, também de origem portuguesa foi o mestre pedreiro José Pereira dos Santos, cujo nome figura na documentação de outras igrejas importantes da região
Ainda está para ser feito um estudo conjunto analítico dos profissionais portugueses que atuaram na arquitetura religiosa do Brasil colonial, procedentes em sua maioria das regiões de Braga, Porto e Lisboa. Isto porque, elaborada em meados do século passado, a moderna historiografia brasileira do tema privilegiou a busca de manifestações consideradas nacionais na arte do passado colonial, com foco prioritário nos artistas mestiços como o Aleijadinho. em Minas Gerais e Mestre Valentim no Rio de Janeiro.

Sobre a convidada:

Profa. Dra. Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira: Historiadora da Arte, com doutorado na Universidade Católica de Louvain – Bélgica e pós-doutorado no Courtauld Institute – Londres; Professora Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Escola de Belas Artes) aposentada; Sócia honorária do I.H.G.B/ Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. Integrante da equipe técnica IPHAN / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e posteriormente membro do Conselho Consultivo do órgão até 2018. Organizadora e professora dos Cursos de pós-graduação em “História da Arte Sacra” nas Faculdades de São Bento/ Rio de Janeiro e Arquidiocesana de Mariana/Minas Gerais (desde 2009). Membro do CBHA / Comitê brasileiro de História da Arte ; ICOMOS / Conselho internacional de monumentos e sítios históricos e CEIB / Centro de estudos da imaginária brasileira.
Publicações de maior divulgação: Aleijadinho, Passos e Profetas. Belo Horizonte (1985); O Aleijadinho e sua Oficina. Catálogo das esculturas devocionais. São Paulo (2002); O rococó religioso no Brasil e seus antecedentes europeus. São Paulo(2003) Barroco e Rococó no Brasil. (2014); Roteiros de visitação das igrejas publicados pelo IPHAN, entre 2008 e 2018: Barroco e rococó nas igrejas das cidades do Rio de Janeiro, Olinda e Recife (Pernambuco), Ouro Preto e Mariana (Minas Gerais), São João del Rei e Tiradentes (Minas Gerais), Sabará e Caeté (Minas Gerais).

AS TERTÚLIAS JÁ REALIZADAS ESTÃO DISPONÍVEIS NO CANAL DO YOUTUBE:    TERTÚLIAS PORTUGAL BRASIL   

Comissão Organizadora do Projeto Tertúlia Portugal-Brasil:
– Major General Rui Moura, Reserva do Exército de Portugal;
– Prof. Dr. Cesar Bargo Perez, Pesquisador da Universidade Católica de Santos; e
– Cel Rfm/EB Elcio R. Secomandi, Pesquisador e Professor Emérito da Universidade Católica de Santos  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: