Expedição promove melhorias no platô do Monte Roraima

banco2monteroraima
Equipe que participou da expedição ao lado da ponte suspensa sobre vegetação endêmica – Foto: Acervo/ICMBio
Equipe do ICMBio sinaliza trilhas e instala ponte suspensa no Parque Nacional do Monte Roraima. 

A equipe do Núcleo de Gestão Integrada (NGI) de Roraima, do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), organizou uma expedição para dar continuidade às melhorias no uso público do Parque Nacional do Monte Roraima.

A expedição, que durou 10 dias, promoveu a sinalização de trilhas no platô do Monte Roraima, um dos pontos mais elevados do país, a 2.875 metros de altitude, e construiu uma ponte suspensa.

A equipe pintou sobre a superfície rochosa uma bota, a sinalização padrão do ICMBio, ao longo de trilhas. Eles também levaram material para instalar uma ponte suspensa em área de vegetação endêmica, evitando o pisoteio e o alargamento da trilha por parte dos visitantes.

A ponte possui uma extensão de 12,5 metros de comprimento, feita em alumínio e cabos de aço para maior durabilidade.

As formações florestais de platô e de montanha encantam os visitantes no Parque Nacional de Monte Roraima. As florestas de montanha são predominantes no parque, que foi criado em 28 de junho de 1989.

A unidade de conservação possui uma área de 116 mil hectares e um monte que o nomeia – o Monte Roraima – conhecido por sua altitude expressiva de 2.875 metros e por ser o marco divisor da tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana.

O parque é um abrigo para diversas espécies de fauna e flora típicas da região amazônica, com dois ambientes.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.