Missão técnica avalia avanços do Projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia

Entre os dias 26 e 27 de junho se reuniram, na capital do Estado do Amazonas, sob coordenação do secretário de biodiversidade do MMA, Eduardo Camerini, dirigentes e técnicos do Banco Mundial, do Ministério do Meio Ambiente – MMA, do Serviço Florestal Brasileiro – MAPA e dos estados do Amazonas, Acre, Pará e Rondônia, para participar da 2ª missão de supervisão do Projeto Paisagens Sustentáveis da Amazônia – ASL.  A missão tem como objetivo avaliar os avanços na execução do projeto e propor melhorias para a sua gestão.

Equipe técnica multilateral reunida em Manaus – Crédito: Acervo MMA

Entre as autoridades presentes, além do Secretário de Biodiversidade do MMA, Eduardo Camerini, os Secretários do Meio Ambiente dos estados do Amazonas (Eduardo Taveira) e do Pará (José Mauro de Almeida), do sub-secretario do Estado de Rondônia, Edgar Menezes, e a Especialista Sênior de Meio Ambiente do Banco Mundial Adriana Moreira.

Trata-se de um projeto de 60 milhões de dólares, que faz parte de um programa regional do Fundo Global para o Meio Ambiente – GEF, que envolve ainda o Peru e a Colômbia.  Além dos parceiros citados acima, também participa o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBio.

O projeto, coordenado pela Secretaria de Biodiversidade do MMA, tem como objetivos ampliar e aperfeiçoar o gerenciamento de Unidades de Conservação estaduais e federais; aumentar a área sob recuperação e incentivar o uso sustentável das áreas de floresta e fortalecer as cadeias produtivas dos produtos da biodiversidade na Amazônia.

O projeto tem 4 componentes: 1- Sistema de Áreas Protegidas da Amazônia – Programa ARPA; 2 – Gestão Integrada da Paisagem; 3 – Políticas Públicas e Planos para a Proteção e Recuperação da Vegetação Nativa e 4 – Capacitação, Cooperação e Gerenciamento do Projeto.

Entre suas metas estão melhorar a gestão de 117 Unidades de Conservação, aumentar em 28.000 hectares a área sob recuperação, estabelecer 1.4 milhão de hectares sob plano de manejo ou concessão florestal e fortalecer as cadeias de produtos da biodiversidade da Amazônia.

Ainda em fase inicial de execução, o projeto apresenta avanços consideráveis. As metas para o componente 1 estão sendo cumpridas, sendo que 77 unidades de conservação contempladas estão com nível avançado de gestão. Cerca de 60% das atividades previstas nos componentes 2, 3 e 4 para a primeira fase do projeto (até 2020) estão em processo de contratação.

Avaliando os resultados da missão, o Secretário Eduardo Camerini destacou que “é muito gratificante ver este projeto avançando em alinhamento como as políticas federais e estaduais, o que garante sua boa governabilidade e o alcance das metas definidas, em consonância com as diretrizes governamentais”.

Para mais informações sobre o projeto acessar o link http://www.mma.gov.br/biodiversidade/projetos-sobre-a-biodiveridade/projeto-gef-paisagens-sustent%C3%A1veis.html

Ascom/MMA – (61) 2028-1227

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*