REPAM lança versão popular do Instrumentum Laboris

Não importa se você não vive neste território: o Sínodo terá foco na Amazônia, mas é para toda a nossa Igreja e para o mundo, diante da séria crise ambiental.

Versão está disponível em espanhol e português – VATICAN NEWS

A Rede Eclesial Pan-amazônica, REPAM, publicou sexta-feira (21/06) uma versão popular do Instrumentum Laboris do Sínodo Amazônico.

Em comunicado, o Secretário Executivo da Rede, Maurício Lopez, afirma: que “o Documento de Trabalho é o resultado de um longo caminho, de um esforço enorme de muitas mãos e corações; por isso, aqueles que fazem parte da missão cotidiana da Igreja na Pan-Amazônia e seus fraternos companheiros/as devem senti-lo como algo seu”.

“ É um documento oficial da Igreja, e isso nos permite aproveitá-lo para animar o mais importante: as possibilidades de mudança, de resposta mais profética e plausível, de presença e acompanhamento à Pan-Amazônia e seus povos. ”

“Acreditamos firmemente que este documento, sabendo que não é algo finalizado, traz as sementes para que haja novos sinais e novas possibilidades diante da realidade que grita e expressa esperança”.

Consulta pré-sinodal foi em todo o território amazônico
Consulta pré-sinodal foi em todo o território amazônico – VATICAN NEWS

Lopez convida todos a usarem esta versão simplificada do Documento de Trabalho com todos os grupos, comunidades, organizações, paróquias, povos e com quem quer que tenha um coração desejoso de servir a Pan-Amazônia.

“ Não importa se você não vive neste território: este é um Sínodo com foco na Amazônia, mas para toda a nossa Igreja e para o mundo, confrontados por esta crise ambiental tão séria. ”

Clicando aqui você pode conferir e baixar o Documento. Compartilhe o texto por email, whatsapp ou outra app de mensagens. Só imprima se necessário.

Cristiane Murray – Cidade do Vaticano

FONTE: VATICAN NEWS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.