Jovens extrativistas fortalecem gestão da Flona de Tefé

O projeto da Floresta Nacional (Flona) de Tefé (AM) “Jovens da floresta como atores(as) no fortalecimento comunitário e gestão participativa” realizou mais uma etapa entre os dias 4 e 6 de dezembro. Desta vez, as atividades tiveram lugar na comunidade Boa Vista do Rio Curumitá, no interior da Flona. O projeto é resultado do III Curso de Educação Ambiental na Gestão Pública da Biodiversidade, promovido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). 

A iniciativa é coordenada pelo jovem extrativista Huéfeson Falcão dos Santos, participante do primeiro projeto de jovens iniciado em 2011, apoiado pelo Instituto, e conta com a parceria da Rádio Xibé, Associação de Produtores/as Agroextrativistas da Flona de Tefé e Entorno (Apafe) e do Coletivo Voz da llha. A expectativa é de que ao final do projeto seja formado um coletivo e criada uma rádio comunitária.

O tema trabalhado foi Educomunicação, assunto que surgiu a partir de uma demanda da juventude, que sentia a necessidade da comunicação entre as comunidades e o centro urbano. O encontro contou com a participação de mais de 60 jovens, vindos de seis comunidades pertencentes à unidade de conservação (UC).

Foram três dias de muita discussão, proposições e principalmente de fortalecimento da luta dos jovens da floresta. Eles trouxeram em suas mochilas expectativas, esperanças, alegria e sonhos, buscando a melhoria de vida dos povos da floresta.

“Presenciamos um intenso sentimento de luta e emoção ao ver a juventude reunida para discutir e propor questões relacionadas à Educomunicação. Como a Flona de Tefé é uma UC prioritária no Programa Luz para Todos, eles também discutiram quais as fontes de energias mais viáveis para a realidade local vivenciada pelos comunitários”, explicou Huéfeson Falcão dos Santos, coordenador do projeto

Segundo os organizadores, o comprometimento dos jovens foi expressivo ao dizerem e mostrarem o que pensam e o que querem a partir da conjuntura e do contexto vivenciado por eles em suas comunidades. “Vemos jovens maduros, emancipados, jovens sonhando novamente e com esperança, mas a luta ainda precisa ser intensificada para garantir o protagonismo dos jovens da floresta. Não fazemos com esse projeto somente a formação técnica, fazemos também a formação política e por meio disso acreditamos que a juventude e a unidade de conservação se fortalecerão”, ressaltou Huéfeson.

Ao final, os jovens definiram a realização de um novo encontro para a continuidade dos trabalhos de Educomunicação. “Foi muito bom participar deste encontro. É minha primeira vez e gostei muito. Aprendi muitas coisas que eu não sabia e vou levar esse conhecimento para compartilhar com a minha comunidade. Espero que o próximo encontro aconteça logo e que seja na minha comunidade”, disse um dos participantes do encontro.

Comunicação ICMBio
(61) 2028-9280

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: