Ministro quer discussão menos ‘emotiva’ sobre novo Código Florestal

13 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, disse nesta terça-feira que espera que a discussão sobre o novo Código Florestal seja feita de maneira menos “emotiva” no Senado.

“O debate ganhou um rumo muito passional na Câmara dos Deputados. No Senado temos mais condições de fazer agora um debate racional”, declarou o ministro durante a 63ª reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), que acontece em Goiânia desde domingo.

Coelho afirmou que os cientistas deverão ser convocados pelos senadores para discutir o texto do novo código. “A SBPC e ABC [Academia Brasileira de Ciências] têm produzido uma série de documentos científicos sobre o código. Agora eles devem ser ouvidos.”

O Senado deve decidir hoje se a Comissão de Ciência da casa participará do debate sobre o novo código, juntamente com as comissões de Agricultura e de Ambiente e Defesa do Consumidor.

ANISTIA

O ministro afirmou ainda que o texto do novo Código Florestal precisa de mudanças “urgentes” no Senado. Um dos pontos levantados por Coelho é a anistia a quem tenha desmatado até 2008, aprovado em uma emenda do PMDB na Câmara dos Deputados. “Não queremos anistiar desmatador”, disse.

“Não podemos tratar grande agricultores da mesma maneira que tratamos população ribeirinha. E também não podemos ter uma mesma legislação florestal para o campo e para as cidades. É preciso ter flexibilidade no diálogo.”

Fonte: Folha.com


Palavras-chave: , ,


Deixe um comentário

*