Visita histórica da PMRR às ruínas do Forte São Joaquim

Pela primeira vez, a Polícia Militar de Roraima (PMRR) realiza uma instrução de reconhecimento às ruínas do Forte São Joaquim, localizado na confluência dos rios Uraricoera e Tacutu, onde se forma o rio Branco.

Formação do Rio Branco pela junção dos rios Uraricoera e Tacutú – ( janeiro de 1991). Vistoria realizada em janeiro de 1991 pelo Departamento do Meio Ambiente da Semaijus na bacia do rio Quinô/Roraima. Foto de Jaime de Agostinho

A visita ocorreu na manhã do dia 29 de maio, contando com a participação dos cadetes da Polícia Militar e da banda de música da corporação, que executou o Hino de Roraima e a Canção da PMRR no local.

Foto: PMRR

Na ocasião, foi proferida uma palestra pelo jornalista e pesquisador Francisco Cândido acerca da importância histórica e estratégica que o Forte São Joaquim desempenhou para a manutenção da defesa do país, no final do século XVIII.

Foto: PMRR

O Comandante Geral da PMRR prestigiou o evento, juntamente com os oficiais que participaram da formação dos cadetes.

“Reconhecer a importância histórica do Forte São Joaquim significa valorizar a memória dos militares que aqui serviram por anos, repelindo as invasões em nome da soberania do nosso país. Hoje, os nossos futuros oficiais têm a honra de aprender um pouco mais sobre como se deu a defesa de nossa pátria”, ressaltou o comandante.

Esse evento marcou o encerramento das atividades acadêmicas do Curso de Formação de Oficiais da PM. A turma de cadetes reúne 20 alunos que no dia 8 de junho serão declarados Aspirantes-a-oficiais da Polícia Militar de Roraima.

Após formados, os novos Aspirantes-a-oficiais irão desempenhar o comando de pelotões na capital e interior do Estado.

Foto: PMRR

PUBLICADO EM:  PMRR   

Foto da junção dos rios Uraricoera, Tacutú e Branco:  ECOAMAZÔNIA – site antigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*