Agência da ONU propõe implantação do Centro de Referência para refugiados na UFRR

om vistas à implantação de um Centro de Referência para refugiados em Roraima, o reitor Jefferson Fernandes do Nascimento recebeu, nesta quarta-feira (1/6), o consultor Pablo Mattos, da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), a delegada Rosilene Gleice Duarte Santiago, superintendente da Polícia Federal em Roraima, o padre Ronilson Braga da Pastoral Universitária para refugiados e o professor Gustavo Simões, do curso de Relações Internacionais. 

Cátedra – No dia 17 de maio, a UFRR firmou o primeiro acordo de cooperação com a ACNUR, com o objetivo de contribuir na implantação da Cátedra Sérgio Vieira de Melo (CSVM), fórum acadêmico para a promoção dos direitos dos refugiados. Neste acordo de cooperação, a ACNUR estabelece linhas de ação na dimensão do ensino, pesquisa e extensão que serão executadas pela UFRR durante dois anos. Leia mais aqui.

No encontro hoje, ficaram acertadas as tratativas iniciais para a possível alocação de um espaço destinado ao atendimento dos refugiados na UFRR. Atualmente as pessoas em condição de refúgio são atendidas na Superintendência da Polícia Federal de Roraima. “Hoje são cerca de 150 pessoas atendidas diariamente. Um número que tende a crescer com a entrada de mais refugiados no Brasil”, informou a superintendente Rosilene.

Na ocasião, o reitor disse que a UFRR analisará a disponibilidade do espaço físico para implantação do Centro de Referência. “Iremos realizar um levantamento da possibilidade de implantação do Centro de Referência para os refugiados aqui no campus. O local a ser escolhido deverá atender confortavelmente as pessoas, pois muitas delas chegam ao país necessitando de diversos serviços, incluindo atendimentos psicológicos, médicos e jurídicos”. 

 

FONTE: UFRR

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*