63ª Tertúlia Portugal – Brasil

Será realizada no próximo dia 1 de julho de 2023, sábado, a 63ª Tertúlia Portugal – Brasil, sob o tema: “Os 200 anos da independência na Baía (1823-2023)”, tendo como convidado “Sérgio Veludo Coelho”.

O grupo de trabalho transnacional, capitaneado pelo Prof. Dr. Cesar Bargo Perez e pelo Cel. Elcio Secomandi, por parte do Brasil, e pelo Major General Rui Moura, por parte de Portugal, CONVIDA para a 63ª Tertúlia Portugal – Brasil:

63ª TERTÚLIA PORTUGAL – BRASIL
SÁBADO, dia 1 de julho de 2023,
22h00 – 23h40 (horário de Lisboa) / 18h00 – 19h40 (horário de Brasília),

TEMA: “Os 200 anos da independência na Baía (1823-2023)”

Apresentação: “Sérgio Veludo Coelho”

Plataforma Zoom: https://us02web.zoom.us/j/6164543465

Canal das Tertúlias no YouTube:   https://www.youtube.com/TertuliasPortugalBrasil

Canal de Podcasts: https://anchor.fm/tertuliasportugalbrasil 

Instagram: @tertuliasportugalbrasil

Resumo da Comunicação:  

Inácio Luís Madeira de Melo, nascido em Chaves, Trás os Montes, em 1775, viria a falecer em Portugal em 1833, em plena Guerra Civil, após uma extensa e conturbada carreira militar.
Entraria para o Exército, ainda jovem, aos 16 anos, casando aos 17. Nessa época a Europa estava imersa no turbilhão político provocado pela Revolução Francesa e Inácio Luís participa na Campanha de 1801 contra a Espanha, na chamada Guerra das Laranjas, como Alferes de Infantaria, sendo promovido a Tenente em 1802. De notar que já foram feitos alguns estudos sobre a figura de Inácio Luís Madeira de Melo, e que destacamos um que nos guiará nesta singela apresentação – Falamos do Doutor Franklin Oliveira, que publicou um excelente artigo sobre o Brigadeiro Madeira de Melo na Revista Militar.
O Brigadeiro português Madeira de Melo e sua época (Revista Militar N.º 2637 – Outubro de 2021, pp 813 – 833), de leitura obrigatória para se conhecer a sua ação e percurso nos acontecimentos do Brasil.
Com a Primeira Invasão Francesa, em Novembro de 1807 e as intervenções inglesas de 1808, Inácio Luís Madeira de Melo entrou em combate na Batalha do Vimeiro, o que lhe valeu a promoção a Capitão. A iminência de mais incursões francesas levou o Exército Português a ser reorganizado com apoio inglês, levando à Guerra Peninsular, até 1814.
O Capitão Inácio Luís Madeira viu-se em ação, integrando o novo Exército Português, juntamente com as tropas inglesas, no comando conjunto de Wellington. Participou em ações importantes, como o Cerco de Burgos (1812), os Pirenéus (1813) e Toulouse (1814), esta última terminando a Guerra Peninsular, mas não a carreira do agora Tenente-Coronel.
Condecorado, foi ferido em combate em Burgos e Toulouse. Entre 1812 e 1814 foi promovido mais duas vezes, a Major e a Tenente-Coronel.
Oficial de Infantaria, a sua carreira vai ligar Inácio Luís Madeira ao comando do último bastião português no Brasil, Salvador, aos destinos do Regimento de Infantaria 12, mesmo no Brasil e no doloroso retorno da Bahia em 1823. Mas não abordaremos apenas Madeira de Melo mas todo um quotidiano plasmado no documento do Arquivo Histórico Militar em Portugal e que mostra o antes, durante e depois do 2 de Julho de 1823, na Bahia e o retorno a Portugal das tropas. E oficiais que ali combateram juntos, voltariam a encontrar-se em lados opostos na Guerra Civil de 1828-1834

Sobre o convidado:

Sérgio Veludo Coelho – Professor Adjunto da Escola Superior de Educação do Politécnico do Porto (ESE/P.Porto); Licenciado em Ciências Históricas na Universidade Portucalense; Mestre em História Moderna pela Faculdade de Letras da Univ. do Porto; PG. em História Militar pela Universidade Lusíada; Doutorado em História na Univ. Portucalense com a tese “Arsenais Reais de Lisboa e Porto 1800-1814”, prémio Defesa Nacional 2010, pela CPHM; Auditor de Defesa Nacional; Membro da Comissão Científica da CPHM; Investigador Integrado do INED.

AS TERTÚLIAS JÁ REALIZADAS ESTÃO DISPONÍVEIS NO CANAL DO YOUTUBE:    TERTÚLIAS PORTUGAL BRASIL   

Comissão Organizadora do Projeto Tertúlias Portugal-Brasil: 

      • Major General Rui Moura, Reserva do Exército de Portugal;
      • Prof. Dr. Cesar Bargo Perez, Pesquisador da Universidade Católica de Santos; e
      • Cel Rfm/EB Elcio R. Secomandi, Pesquisador e Professor Emérito da Universidade Católica de Santos     
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: