‘Parar desmatamento é tão urgente quanto cessar uso de combustíveis fósseis’

Antecipando-se ao relatório do IPCC, 40 cientistas alertam para risco de governos negligenciarem combate à mudança do clima.

No próximo dia 8, segunda-feira, o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas das Nações Unidas (IPCC), deverá lançar seu relatório especial mostrando a situação de urgência em que se encontra o mundo para conseguir evitar o aumento de 1,5 °C da temperatura média global até o final do século. Ontem, antecipando-se ao lançamento, um grupo de 40 cientistas que têm participado do painel, divulgaram um comunicado enfatizando que o papel das florestas no combate à mudança climática corre o risco de ser negligenciado pelos governos do mundo.

O comunicado foi comentado na edição de ontem do jornal britânico The Guardian. O diário destacou no título da reportagem o alerta dos cientistas de que parar o desmatamento é “tão urgente” quanto eliminar o uso de combustíveis fósseis (“Scientists say halting deforestation ‘just as urgent’ as reducing emissions”).

Veja o texto na íntegra: Direto da Ciência

Leia também:

 O Globo – Manter as florestas é a forma mais eficiente de reduzir emissões de carbono, afirmam cientistas

FONTE: Jornal da Ciência

http://www.jornaldaciencia.org.br/edicoes/?url=http://jcnoticias.jornaldaciencia.org.br/13-parar-desmatamento-e-tao-urgente-quanto-cessar-uso-de-combustiveis-fosseis/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.