Hutukara Associação Yanomami com apoio do ISA lança petição on line pedindo apuração de denúncia de massacre contra os Yanomami

A denúncia divulgada na última terça-feira (28/8) pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia (Coiam), que reúne 13 organizações indígenas da Venezuela, relata um massacre que teria sido perpetrado por garimpeiros brasileiros contra os Yanomami na fronteira do Brasil com a Venezuela. O número de mortos é incerto e os governos de ambos os países ainda precisam investigar os fatos. Leia mais »

Venezuela – Autoridades venezuelanas ainda não chegaram ao local do suposto massacre contra os Yanomami

Fontes da Venezuela informaram que o general da 52ª Brigada do Exército Nacional daquele país, Rafael Zambrano, deu declarações na manhã desta segunda-feira (3/9) em rádios locais indicando que as investigações sobre a denúncia do suposto massacre continuam. Leia mais »

Ministro Tareck El Aissami reporta normalidad en comunidades yanomamis

El ministro para las Relaciones Interiores y Justicia, Tareck El Aissami, reportó este domingo normalidad en las comunidades de la etnia Yanomami, en el estado Amazonas, que fueron visitadas para corroborar la denuncia de una supuesta matanza de miembros de ese pueblo indígena. Leia mais »

Yanomami – Venezuela diz que são falsas as informações sobre o massacre

Após uma série de investigações sobre a denúncia de massacre envolvendo 80 indígenas yanomamis, o governo da Venezuela informou ontem (2) que são improcedentes e falsas as informações. A ministra  do Poder Popular para os Povos Indígenas, Nicia Maldonado, responsável pela apuração do caso, disse à emissora estatal de televisão venezuelana, VTV,  que não há indícios sobre a suspeita. Leia mais »

Denuncian matanza de indígenas Yanomami a manos de mineros ilegales

Varios indígenas yanomami de Venezuela habrían muerto al ser atacados con armas de fuego por presuntos mineros brasileros, el pasado 5 de julio, en una zona cercana a la frontera con Brasil, denunciaron organizaciones indígenas. De acuerdo a  un informe de la organización Yanomami “Horonami”,  la comunidad “Irotatheri”, del municipio del Alto Orinoco, fue víctima del ataque de presuntos mineros ilegales provenientes de Brasil, quienes habrían llegado en un helicóptero y asesinado a la mayoría de sus integrantes cuando se encontraban al interior de su “Shabono” (vivienda tradicional yanomami). Leia mais »

Denuncian el asesinato de unos 80 indígenas yanomami en Amazonas

Una organización que agrupa a indígenas Yanomami denunció la matanza en julio de unos 80 miembros de esta etnia a manos de mineros ilegales brasileños en una zona selvática de Amazonas, informó a la AFP su secretario ejecutivo, Luis Ahiwei. Leia mais »

Massacre de índios Yanomami na Venezuela

Diversos sites e blogs estão divulgando a ocorrência de um massacre de índios Yanomami, em terras da Venezuela. A autoria dos crimes é atribuída a garimpeiros que atuam no interior das terras indígenas. Leia mais »

TERRA YANOMAMI – Garimpeiros pedem para sair da região

Desde a deflagração da Operação Xawara, há cerca de 20 dias, executada pela Polícia Federal, que culminou com a apreensão de onze aviões, oito pilotos e ainda na suspensão dos serviços de algumas empresas áreas envolvidas em garimpagem ilegal, a vida dos garimpeiros ficou mais difícil na floresta. Sem alimentação, água e outros objetos básicos, os próprios garimpeiros pedem ajuda para sair da área Yanomami. Leia mais »

Revista Trip – Entrevista Davi Kopenawa Yanomami

Difícil não sentir certa culpa conversando com Davi Kopenawa Yanomami. Durante os dois dias em que a reportagem da Trip acompanhou a rotina da principal liderança indígena brasileira, ele não aliviou em nada a barra pra nós, homens brancos, ou napë: aponta para a aliança do repórter para exemplificar como estamos acostumados com ouro, prata e outras riquezas naturais que vêm, por exemplo, do garimpo que há séculos destrói terras indígenas e mata seu povo. Não vê esperança no futuro, seja de índios ou do que chama de povo da cidade: “Ou vamos morrer queimados, ou vamos morrer afogados”. Critica todos os governantes do Brasil e do exterior, de ontem e de hoje, e acha que na Rio+20 não tiveram interesse em ouvi-lo. Não se cansa de repetir que os índios nunca foram respeitados e que brancos não entendem a importância de preservar a natureza. “Pra que vocês vão pra escola? Pra aprender a ser destruidor? Nossa consciência é outra. Terra é nossa vida, sustenta a barriga, é nossa alegria. É boa de sentir, olhar… é bom ouvir as araras cantando, as árvores mexendo, a chuva.” Leia mais »

RR – Terra Indígena Yanomami

A Hutukara Associação Yanomami – HAY realiza de hoje até dia 25 o Encontro Regional no Novo Demini, onde serão discutidas políticas públicas e os 20 anos da homologação da Terra Indígena Yanomami, com a participação de cerca 500 lideranças das aldeias de Roraima e do Amazonas.

Foto: acervo Carlo Zacquini ( http://www.hutukara.org/ )

Leia mais »

Conflitos indígenas: é hora de reabrir o caso de Roraima

A continuação dos contenciosos envolvendo comunidades indígenas em vários estados indica que o aparato internacional que controla a agenda política indigenista não tem a menor intenção de reduzir a intensidade da sua guerra irregular contra o Brasil. E guerra não é uma descrição exagerada do risco de escalada da campanha indigenista, a julgar pelas declarações de algumas lideranças indígenas das áreas em que ocorrem os contenciosos, que ameaçam “ir à guerra” para expulsar os não índios de terras ocupadas há décadas e para impedir a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu. Desafortunadamente, as instâncias superiores do Judiciário têm se deixado contagiar pelo vírus do indigenismo militante nos processos de demarcações de reservas indígenas, adotando um nominalismo legalista que coloca o “cumprimento da lei” acima de qualquer consideração pela paz social ou a integridade territorial do País e, principalmente, tem incentivado o prosseguimento das campanhas indigenistas. Leia mais »

Deputada pedirá investigação sobre a venda de sangue de índios da Amazônia por empresa dos EUA

Pelo Twitter, a deputada Perpétua Almeida (PC do B-AC) garantiu hoje, antes de embarcar para o Acre, que atuará na Câmara para esclarecer a venda de sangue de índios brasileiros pela empresa norte-americana Coriel Cell Repositories.

Dep Perpétua Almeida

Leia mais »

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com