Se exploradas corretamente, Unidades de Conservação podem render R$ 6 bi ao ano

  O aproveitamento do potencial econômico das Unidades de Conservação (UCs), que cobrem 15% do território brasileiro, pode gerar pelo menos R$ 5,77 bilhões por ano, considerando um cenário conservador.  A conclusão é do estudo “Contribuições das Unidades de Conservação (UCs) para a Economia Nacional”, divulgado ontem (8).

Realizado com coordenação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma) em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o documento tem como objetivo combater o mito de que as Ucs são espaços protegidos “intocáveis”, apartados de qualquer atividade humana. Leia mais »