Recriação do monstro

Por Jessé Souza *

Quando a disputa histórica sobre a Raposa Serra do Sol estava chegando ao fim, com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), chamei a atenção para um fato: enterrado o argumento de internacionalização da Amazônia e o fim de Roraima, os políticos teriam que trabalhar ou inventar um novo monstro para desviar a atenção da opinião.

Todos sabem que a questão Raposa Serra do Sol serviu como cortina de ferro para encobrir a corrupção, a falta de vontade e de projetos políticos para desenvolver Roraima, além de servir como única “plataforma política” de candidatos que nunca fizeram nada por Roraima. Além de que o pânico com a paranoia da internacionalização caía muito bem para anestesiar a opinião pública. Leia mais »

Crônica de um conflito – Crise na reserva indígena de Roraima era previsível

A crônica resumida que apresento a seguir e algumas das ponderações que seguem são fruto de meu envolvimento contínuo como cientista e técnico há 28 anos nos problemas ambientais e sociais do estado de Roraima e dos muitos trabalhos que realizei na área indígena Raposa Serra do Sol. Entre 2003 e 2004, com outros quatro peritos nomeados pela Justiça Federal para elaborar um laudo sobre diversos quesitos concernentes à iminente demarcação do TI, em forma contínua ou descontínua, procuramos responder às mesmas enfocando diversos aspectos referentes aos dois cenários possíveis de demarcação, chegando mesmo a propor desenhos alternativos de demarcação.

Leia mais »

Terra Indígena Raposa Serra do Sol

A mídia de Roraima divulga uma matéria sobre os desintrusados da Terra Indígena Raposa Serra do Sol sob o título “Secretaria do Índio anuncia que casas de desintrusados estarão prontas em 90 dias”. Isso quer dizer o seguinte: existe uma promessa para que dentro de noventa dias, alguns, dos desintrusados da Terra Indígena recebam as casas prometidas no ato da retirada.

A própria matéria da mídia mostra a complexidade da situação. Desintrusadas com uma série de promessas do Governo Federal, só agora as famílias tem uma expectativa de receber suas casas.

Leia mais »

Lideranças Macuxi apresentam espada de Rondom durante o 2º Fórum Mundial de Sustentabilidade

O Marechal Cândido Mariano Rondom em seu trabalho de interiorização das comunicações pelo Brasil esteve em Roraima e deixou em uma das aldeias da etnia Macuxi uma espada como prova de amizade àqueles que o receberam na Região Norte do país. A espada de Rondom é uma relíquia guardada pelos Macuxis até hoje. Muito poucas vezes, a espada deixou a comunidade e foi exposta à visitação pública.

Uma comissão de  Macuxis, entre eles a Tuxaua Avelina Pereira, de 90 anos, guardiã da espada, está se deslocando a Manaus/AM levando a espada para apresentá-la a povo manauara e ao artista Arnold Scharzenegger, durante o 2º Fórum Mundial de Sustentabilidade. A comitiva Macuxi deve divulgar uma “Carta Aberta” falando do significado da espada e da viagem a Manaus/AM

Monte Roraima

O site http://oglobo.globo.com/ publica uma matéria sobre as potencialidades de Roraima nas áreas do ecoturismo e do turismo de aventura.

A matéria intitulada “A conquista de um gigante chamado Monte Roraima” apresenta o rico potencial do Parque Nacional do Monte Roraima para o turismo, a pesquisa e a integração internacional.

Leia mais »

Assembleia Indígena elege novo coordenador geral do CIR

Encerra-se hoje dia 15 de março de 2011 a quadragésima Assembléia Geral dos Povos Indígenas de Roraima, realizada na comunidade do Barro, terra indígena Raposa Serra do Sol, para celebrar 40 anos de luta e organização indígena no estado de Roraima.

O evento contou com mais de 950 participantes, entre lideranças de base e convidados parceiros do CIR, que ao final da assembléia realizarão a cerimônia de posse dos novos coordenadores, eleitos para o mandato de dois anos.

Leia mais »

Povos indígenas pedem apoio federal para extração da castanha do Brasil

Com o objetivo de conseguir apoio do Governo Federal para a colheita da safra 2011 da Castanha do Brasil, um grupo de índios da Associação dos Povos Indígenas Wai-wai (APIW) estiveram recentemente reunidos com a delegada Federal do Desenvolvimento Agrário de Roraima, Célia Regina Sousa.

Leia mais »

Ibama treina brigada indígena para prevenir e combater incêndios florestais em Roraima

A mais nova brigada comunitária de combate a incêndios florestais no Brasil chama-se Turuka (Turucá) e é composta por indígenas da etnia macuxi, do extremo norte do estado de Roraima. Seu treinamento ocorreu na semana passada, ministrado por especialistas do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo), do Ibama. O nome da brigada é uma homenagem a uma montanha vizinha criada pelo deus Macunaíma, segundo o lendário local.

Brigada Indígena

Leia mais »

Agricultores terão que desocupar floresta

As famílias que ocupam a Floresta Nacional de Roraima, localizada na região do Paredão, Município de Alto Alegre, terão que deixar a área por se tratar de reserva ambiental protegida pelo Ibama, segundo informou a superintendente do órgão, Nilva Baraúna.

Nilva Baraúna: “Essas pessoas podem inclusive ser penalizadas por crime ambiental”

Leia mais »

UFRR seleciona artigos para publicação de obras sobre a Amazônia

A Universidade Federal de Roraima (UFRR) está com inscrições abertas para seleção de 40 artigos científicos que irão compor uma coletânea de quatro livros a ser publicada pela editora da instituição. As inscrições devem ser feitas até o dia 8 de abril, das 9h às 11h30 e das 14h30 às 17h30, na editora da UFRR, anexa ao bloco IV do Campus Paricarana, ou pelos Correios. Os temas nos quais os artigos devem estar inseridos são: “Governabilidade e Fronteira: os desafios amazônicos”; “Amazônia: Terra e Água – degradação e desenvolvimento sustentável”; “Arte e Cultura na Amazônia: os novos caminhos”; e “Universidade, Ciência e Tecnologia na Amazônia – os desafios da produção intelectual”.

Leia mais »

Hidrelétrica Bem-Querer é incluída no PAC

O Governo Federal incluiu no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) a construção da Usina Hidrelétrica Bem-Querer, no rio Branco. A usina deverá ser construída nas proximidades da cidade de Caracaraí e terá potência instalada de 708 Megawatts, com investimento de R$ 3,8 bilhões. Estudos de viabilidade energético-econômica e socioambiental recomendam ainda a construção de mais três barragens menores em Paredão, no rio Mucajaí.

Leia mais »

CERR realiza nova consulta na RSS sobre construção de Mini Central Hidrelétrica

A Companhia Energética de Roraima (CERR) realiza período de 22 a 24 de janeiro de 2011, na comunidade do Flexal, município do Uiramutã, nova consulta formal sobre a implantação do Projeto Especial do Programa Luz para Todos que consiste na construção de uma Mini Central Hidrelétrica (MCH) dentro da Terra Indígena Raposa Serra do Sol.

Leia mais »

Justiça Suspende Audiênias Públicas – Roraima

Por determinação da 6ª Vara da Justiça Federal, o governo do estado conseguiu ontem uma liminar impedindo que o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realizasse neste sábado, (20) nos municípios de Caracaraí e Amajari, consultas públicas para discutir a proposta de ampliação do Parque Nacional do Viruá e da Estação Ecológica de Maracá, assim como a redefinição de limites e recategorização da Reserva Florestal do Parima.

Leia mais »

Rebanho bovino de Raposa Serra do Sol será vacinado contra febre aftosa

A Fundação Nacional do Índio (Funai), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (Aderr) vão realizar a segunda fase de vacinação contra a Febre Aftosa nas Terras Indígenas Raposa Serra do Sol e São Marco, localizadas no estado de Roraima, em áreas próxima a fronteira com a Guiana e a Venezuela. A ação será iniciada em 3 de novembro. A expectativa é vacinar 40 mil animais (bois e búfalos) até o final do próximo mês.

Leia mais »